Disney Parques

Comer na Disney com crianças

Por Daniela Folloni
@blogitmae

Sim, vai ter sorvete, batata frita... mas há saídas para equilibrar a alimentação durante a viagem

Comer na Disney com crianças

Uma das maiores preocupações que a gente tem quando programa uma viagem para os parques de Orlando é justamente como garantir que as crianças se alimentem bem e de forma saudável na maratona intensa de parques.

Comigo não foi diferente: tanto na primeira vez que viajei com os pequenos para a Disney (Bela tinha 3 anos e o Fe, um aninho somente) quanto desta vez - Bela com seis anos e o Fe com quase quatro, dei um jeito de garantir que eles comessem bem dentro do possível na maratona de brinquedos, filas e tentações gastronômicas, como sorvete, chocolate, batata frita...

Aqui vão algumas dicas e aprendizados para conseguir resolver a questão:

1- Quando o Fe tinha um ano, ele ainda comia papinha. Achei que seria uma questão simples de resolver: procurei na internet a melhor marca de papinhas dos EUA e quando cheguei lá fui ao Walmart comprar várias para estocar no quarto do hotel. Não deu certo. O Fe não se adaptou ao sabor da papinha de lá. Meu conselho: se o seu filho gosta de papinha pronta, leve algumas da marca que ele prefere na mala. Também não custa colocar na mala a lata do leite que ele toma. Nos parques sempre têm um oásis chamado Baby Care Center onde você pode amamentar e alimentar o pequeno com tranquilidade, longe do agito, do sol e de outras influências externas que agitam o baby.

2- Ainda falando de pequenos com menos de 2 anos, não dá para ficar só na papinha industrializada. Então, o ideal é fazer ao menos uma refeição em um restaurante que sirva carne, macarrão, purê de batatas, brócolis, peixe grelhado... Dicas: Red Lobster e Cheesecake Factory. Para as crianças maiores essas são também ótimas opções. Quando você está com crianças muito pequenas é melhor programar mais dias de viagem para não ter que ficar de manhã até a noite no parque. A viagem fica menos exaustiva para todos e eles ganham uma rotina mais tranquila - inclusive em relação à alimentação.

3- Não dispense a ida ao Walmart. Ela vale para comprar água - um pacote com mais de uma dúzia de garrafinhas custa cerca de 3 dólares! -  e também abastecer o frigobar com frutas. Uva, banana, maçã são boas opções. Se não tiver tempo de ir à um grande supermercado, Walgreens ou CVS também resolvem a vida. Leve as frutas na mochila para o parque e sirva nos intervalos entre as refeições, nas filas longas dos brinquedos...

4- Já há algum tempo os parques da Disney contam com opções mais saudáveis que acompanham o sanduíche ou a porção de nuggets. Em vez de batata frita, você pode pedir cenourinha baby e uvas. Para beber, água ou suco de maçã da Minute Maid (doce, mas melhor do que refrigerante que meus filhos nem tomam).

5- Quem optar por se hospedar num flat com cozinha ou casa (que considero as melhores opções para quem vai com crianças), pode fazer uma comidinha ainda mais caseira. Basta abastecer a dispensa e ter disposição para encarar o fogão.

Nem sempre dá para seguir tudo à risca - o sorvete de lá, por exemplo, é delicioso e fica difícil se privar -, mas essas dicas ajudam a manter um equilíbrio. Se não conseguir fazer tudo como em casa, não se estresse, curta a viagem ;) Na volta você coloca a vida nos eixos de novo!

(Foto: Acervo pessoal)