Disney Parques

Dicas práticas para curtir a Disney com bebês

Por Marina Breithaupt

Quem foi que disse que os pequenos não curtem os parques em Orlando?

Dicas práticas para curtir a Disney com bebês

Esse negócio de que os menores não curtem tanto os parque da Disney, ou que é preciso ter tal idade, tal altura para valer a viagem, simplesmente, não é uma máxima.

Primeiramente eu amo viajar e, claro, quero que meus filhos acostumem-se com nossas viagens desde sempre, então viajar com eles é a maneira que tenho de mostrar o mundo e, assim, eles já vão se adaptando a escapar da rotina vez ou outra.

Outra coisa bacana para se pensar é que, adaptando um pouco, qualquer destino pode ser kid friendly; é tudo questão de se programar e se informar.

Nós estivemos recentemente em Orlando com 3 crianças (14 e 5 anos e a bebê de 7 meses) para o aniversário do Theodoro, que completou seus 6 anos na terra da magia.

Foi uma viagem surpresa para ele, que achou que estava indo para outro lugar e, quando chegamos em nossa escala em Miami, entregamos uma carta contando o destino final.

Foi muito emocionante a reação dele, que basicamente foi ficar perguntando: "Disney? É serio? Disney?" (kkkk) Ele repetiu isso muitas e muitas vezes!

Ouvi muitos comentários dos amigos nos chamando de doidos por viajar com um bebê, mas a todos respondemos: tem diversão para todos!

Se você está com vontade, mas ainda assim tem aquele pé atrás de encarar o mundo mágico de Disney com o pequenos, vão aqui alguns conselhos que tornarão sua temporada por lá muito mais prática:

1 - Prefira se hospedar em uma casa ou flat

Fizemos essa escolha e não me arrependo. Ter uma cozinha para preparar as papinhas da pequena e, principalmente, esquentar um jantarzinho pronto ao final daquele dia cansativo, ao invés de encarar um restaurante com crianças esgotadas, faz toda a diferença.

Encontramos a casa no tamanho ideal para nosso grupo (nós, as crianças e meu pais) no site Temporada em Orlando.

2 - Opte por voos noturnos

As crianças tendem a ficar muito mais relaxadas durante o período da noite e, assim, a viagem já começará com tranquilidade.

Nós optamos por voar com a American Airlines e conseguimos embarcar com o bebê-conforto da Mel. Compramos um assento para ela e confesso que foi a melhor coisa que fizemos.

A maioria das cias aéreas disponibiliza a opção de você solicitar a fileira com o bercinho, mas nesse caso é uma loteria. Preferi pagar um pouco a mais e ter a poltrona para encaixar o bebê-conforto com garantia. E optando por um voo com escala, o valor final ficou quase a mesma coisa do que um voo direto levando a Mel no colo. Consulte o site da AA para saber as normas para carregar o bebê-conforto na aeronave.

3 - Leve o carrinho de passeio mais confortável para o seu bebê

Mesmo que pareça um trambolho na viagem, durante as visitas nos parques, eles passarão muitas horas dentro dele, então, conforto para as sonecas é fundamental. Eu levei o modelo Compass II da Kiddo. Ele não tem fechamento compacto e ainda assim não foi preciso despachá-lo como muita gente pensa.

4 - Alugue um carro - grande!

Falando em carrinhos, outra coisa que você não precisa se preocupar é com o espaço que ele tomará no carro. Alugamos um carro com 7 lugares na empresa Alamo (não reservamos, há muitas empresas no aeroporto e fizemos uma pesquisa de preço rápida).

O preço foi o mesmo que alugar um sedan. Então tivemos a opção de ter muito espaço pagando um preço muito bom. Só fique bem atento às questões de seguro. Tentaram nos empurrar algumas taxas que sabíamos que não eram necessárias. Fique de olho!

5 - Procure pelos baby care

Os parques da Disney contam com áreas completas para atender bebês, os baby care, que são fáceis de encontrar. Usamos para esquentar as papinhas e eu amamentei lá no fresquinho do ar-condicionado nos horários mais quentes do dia. Fora isso, há fraldários em todos os banheiros.

6 - Planeje seus dias!

Adaptar os horários, intercalar os dias de compras e parques com dia de descanso em casa ou no hotel, são maneiras de deixar as crianças menos estressadas. Há atrações para todos e, com um pouco de planejamento das atividades que cada um quer fazer nos parques, ninguém fica parado esperando o bebê trocar de fralda!

O Wi-Fi nos parques funciona superbem, então dá para se comunicar com todo mundo com tranquilidade.

Vá para a terra da magia sem medo com bebês e não se esqueça de pedir (é gratuito) o botton de "FIRST VISIT" e faça muitas, muitas, muitas fotos!

Um beijo

(Fotos: Arquivo pessoal)