Diversão

Cinema e teatro com crianças: já é hora?

Especialistas comentam qual o melhor momento para apresentar seus filhos a atrações teatrais e cinematográficas

Cinema e teatro com crianças: já é hora?

Crianças são fascinadas por música, cores, danças e histórias. É por isso que, em pouco tempo, pais de primeira viagem se empolgam e rumam a um teatro ou cinema infantil.

No entanto, as chances dessa euforia transformar a experiência, que tinha tudo para ser memorável, em um verdadeiro drama, são grandes. Embora cheios de boas intenções, o choro, a inquietação e outros inconvenientes logo acometem a criançada.

Patrícia Teixeira sabe bem disso. “Quando tinha 3 anos, levei João Pedro ao cinema. Após os dez minutos iniciais, ele fez de tudo, menos prestar atenção na telona”. A mamãe diverte-se ao lembrar: “Era banheiro, pipoca, correria pelo corredor... Tive que sair da sala antes de estragar a sessão de todo mundo”, desabafa.

Não se preocupe!

Comportamentos como o de João Pedro são absolutamente normais e, na medida do possível, saudáveis. "Em um primeiro momento o que vale mesmo é o passeio junto com os pais, a vivência de outros espaços, o experimento de algumas regras e a socialização", explica a psicopedagoga clínica Neusa Gomes. 

Acessar tais atividades nos primeiros anos de vida contribui - e muito! - para o desenvolvimento intelectual e emocional. Além disso, aumenta o repertório linguístico e comunicativo da criança.

"Todo o contexto é importante, não apenas a atração artística em si. Por isso, respeite as vontades do seu filho. Caso ele queira fazer outras coisas que não apenas assistir ao filme ou à peça, não se preocupe! Estará a desenvolver-se de toda forma", conclui.

E a idade?

Embora não seja uma regra absoluta, é por volta dos 4 anos que as crianças costumam ser capazes de se concentrar em um filme inteiro. A psicóloga infantil Renata Carvalho conta que, antes disso, vão prestar atenção nas cores, formas, vozes, mas ainda não conseguirão entender o sentido do que é apresentado. 

Por isso, é importante que os pais prestem atenção a fim de perceber a singularidade dos filhos. 

De todo jeito, especialistas concordam ao afirmar que, já a partir dos 3 aninhos, é possível introduzir os pequenos a teatros de curta duração. São mais leves e divertidos. “É nessa idade que começam a entender a moral da história. Por isso, vivem a fase de repetir sistematicamente os filmes que gostam, por exemplo. Cada vez que assistem, algo a mais é assimilado”, conta Carvalho.

Dicas dos especialistas

Abaixo, a psicóloga infantil Rachel Netto salienta mais alguns pontos que podem ser uma mão na roda nessa fase de adaptação com os pequenos:

  • Quanto tempo seu filho resiste atento ao assistir a um filme na TV? Esse pode ser um bom termômetro para perceber quando já está preparado para encarar a sala do cinema!
  • Antes de sair, converse com ele e explique onde estão indo e quais são as regras do lugar - como a necessidade de permanecer sentado e em silêncio, por exemplo.
  • Evite sessões próximas ao horário de sono da criança.
  • Lembre-se: assim como em outras atividades, cinema e teatro são experiências. Talvez, não seja logo na primeira que tudo saia conforme planejou. De toda forma, cabe a você, com carinho e paciência, inserir seu filho na magia dos palcos e das telonas!
  • E, principalmente, divirta-se muito!

 

(Foto: Getty Images)