Diversão

Um presente de Natal chamado Operação Big Hero

Nova animação da Disney estreia em 25 de dezembro e promete trazer alegria para toda a família

Um presente de Natal chamado Operação Big Hero

Um garoto-gênio de 14 anos, um robô tamanho XXG, um cidade um tanto quanto pitoresca, um estranho mascarado que não é boa companhia e uma turminha gente-boa que decide enfrentar o malvado. Onde tem tudo isso? Em Operação Big Hero, a nova animação da Disney que chega às telonas em 25 de dezembro.

Hiro Hamada entende tudo de robótica. Baymax é o robô de 1,83 m e 34 kg, feito de ar, invenção do irmão mais velho de Hiro, Tadashi. Eles vivem em São Fransokyo, lugar que vem registrando alguns acontecimentos estranhos, provocados por Yokai. Junto dos amigos Fred, Go Go Tomago, Wasbi, Honey Lemon, os jovens se transformam em super-heróis, que vão salvar a cidade do misterioro vilão, em uma aventura para lá de animada – e, muitas vezes, atrapalhada.

Operação Big Hero é daqueles filmes que prometem de tudo: muita ação, gargalhadas, ansiedade, tensão, ternura, emoção... Tudo reunido em um cenário incrível. O trailer abaixo dá uma ideia do que vem por aí:

 

Quer mais? Tem outro vídeo curtinho para aumentar a ansiedade:

 

Operação Big Hero é uma comédia-ação-aventura inspirada em uma série de quadrinhos homônima da Marvel. Dirigido por Don Hall, Chris Williams e produzido por Roy Conli (de Enrolados), se passa na cidade de São Fransokyo, uma mistura de São Francisco e Tóquio – a blogueira Renata Deos já contou um pouco sobre a criação da cidade.

BigHero

O enredo conta como Hiro Hamada, sabe-tudo de robótica, se une aos amigos para desvendar os intrigantes acontecimentos que atingem a cidade.

Com ajuda da tecnologia, a veloz Go Go Tomago, o obcecado por organização Wasabi, a especialista em química Honey Lemon e o fã de quadrinhos Fred iniciam os treinamentos para se tornarem os novos heróis da cidade. 

Big Hero

Na versão brasileira, os personagens têm dubladores igualmente carismáticos: o apresentador de TV Marcos Mion dá voz a Fred, a atriz e modelo Fiorella Mattheis interpreta Honey Lemon, o ator Robson Nunes é Wasabi e a vlogueira Kéfera Buchmann encarna Go Go Tomago.

A blogueira Sam Shiraishi já assistiu ao filme e contou um pouquinho das surpresas que a produção reserva.

Conheça a turma

Hiro Hamada é geniozinho de 14 anos, que passa a maior parte do seu tempo desenvolvendo robôs para lutar no submundo de São Fransokyo. Ele “ganha” um robô do irmão Tadashi. Baymax, o robô, se torna seu parceiro para vida.

Baymax é o robô grandão criado por Tadashi para ser um atendente médico pessoal. Ele é capaz de detectar e tratar os níveis de estresse, dor e humor de alguém, além de ser um fofo - literalmente! Depois de uma reprogramação, Baymax se torna um dos heróis e passa a se chamar Slam Dunk.

Slam Dunk é a versão super-herói do robô feito de ar. Antes com 1,83 m de altura e 34 kg, em seu supertraje, Baymax chega a 2,14 m e é capaz de erguer 454 kg.  

Big Hero

Fred é fã de quadrinhos de monstros, que passa o dia segurando placas publicitárias na rua. O rapaz sossegado ganha superpoderes e se transforma em Fredzilla, com garras afiadas, que cospe fogo e tem o poder de supersalto.

Go Go Tomago é durona e não gosta muito de conversar. Atlética e acelerada no dia a dia, fica ainda mais rápida quando adota discos Maglev, que funcionam como rodas de ultravelocidade e vão deixar qualquer um comendo poeira.

Wasabi é muito inteligente e obcecado por organização. Quando se torna um super-herói, aumenta suas habilidades com um impressionante arsenal de lâminas de plasma.

Honey Lemon parece uma it girl, com seu guarda-roupa descolado, mas é especialista em química e cria misturas incríveis em formato de esferas.

Tadashi Hamada é um cara do bem, com um coração enorme. Foi ele quem desenvolveu o robô Baymax, que vai ajudar milhões de pessoas em todo o mundo. Mais que isso, é um exemplo para o irmão caçula Hiro.

Tia Cass adora os sobrinhos Hiro e Tadashi. Dona de uma popular padaria e cafeteria em São Fransokyo, tem orgulho e torce por seus garotos. O superpoder dela? Fazer uma deliciosa comida caseira e estar sempre pronta para um sorriso e um abraço.

Professor Robert Callaghan é chefe do programa de robótica, mundialmente consagrado e professor-mentor de Tadashi. É ele quem incentiva Hiro e seu cérebro prodigioso.

Alistair Krei é um empreendedor, dono da maior empresa de tecnologia do mundo, a Krei Tech, que se impressiona com a engenhosidade de Hiro.

Yokai é o nome do mascarado que está por trás dos estranhos acontecimentos que atingem São Fransokyo.

Você não imagina, mas...

  • John Wayne, Clint Eastwood, Gary Cooper e outros caubóis foram analisados para que o visual e a personalidade de Go Go Tomago fossem montados. Skatistas velozes também foram avaliados para o tipo de corpo e os movimentos da garota.
  • Para a criação dos movimentos e posturas de Fred, esquiadores, skatistas e surfistas serviram de inspiração.
  • Os cineastas recorreram ao especialista em voo Jason McKinley para coreografar e executar as sequências de voo de Baymax e Hiro. McKinley já trabalhou em Aviões e Aviões 2.
  • Denizen, o sistema proprietário dos Estúdios Walt Disney Animation, permitiu a criação de 670 personagens únicos em Operação Big Hero, sendo que cada um deles tinha 32 combinações de roupa e outras 32 diferentes tons de cabelo e pele. Ou seja, os cineastas tinham disponíveis 686.080 personagens únicos.
  • Funcionários foram convidados a servirem de modelo do sistema Denizem. O resultado é que mais de 200 personagens foram criados e os funcionários poderão se ver na telona.
  • Os números de Operação Big Hero são curiosos: a cena do porto de San Fransokyo tem mais de 6 mil pessoas e a animação conta com 215 mil postes de iluminação. Há, ainda, 260 mil árvores.

 

Big Hero

Ainda precisa de uma “desculpa” para ver Big Hero? Listamos 15 motivos que justificam que você já se programe para ir ao cinema.

E tem mais!

Não bastasse a superprodução Operação Big Hero, no mesmo 25 de dezembro Disney vai lançar o curta-metragem O Banquete, do diretor Patrick Osborne (o chefe de animação do premiado Paperman) e da produtora Kristina Reed.

Trata-se da história da vida amorosa de um homem vista através dos olhos de seu melhor amigo, o cachorro Winston, e revelada mordida a mordida através das refeições que eles compartilham.

Sente um pouquinho do curta:

(Fotos e vídeos: Acervo Disney)