Passeios

Projeto Tamar: diversão e aprendizado

Por Patricia Papp e Fernanda Avila
@Eu Viajo Com Meus Filhos

Ver as tartarugas, aprender sobre a biodiversidade marinha e participar de uma iniciativa que ajuda a salvar esses animaizinhos do risco de extinção é um programa muito legal para fazer com as crianças

Projeto Tamar: diversão e aprendizado

O Projeto Tamar, que surgiu na década de 70 pela iniciativa de estudantes de oceanografia da Universidade de Rio Grande, no Rio Grande do Sul, tornou-se uma das mais bem sucedidas experiências de conservação marinha do mundo e serve de modelo para outros países.

O trabalho consiste em promover pesquisas, trabalhar a interação com a pesca, monitorar e entender o ciclo de vida das tartarugas, criar vínculo com a comunidade e estimular a participação dos cidadãos que vivem nas regiões costeiras, além de desenvolver a educação ambiental. Com essa iniciativa, cerca de 20 milhões de tartaruguinhas já foram soltas no mar.

Esse trabalho admirável pode ser visitado em oito unidades espalhadas pelo litoral do Brasil: em Fernando de Noronha (PE), Oceanário de Aracaju (SE), Praia do Forte e Arembepe (BA), Regência e Vitória (ES), Ubatuba (SP) e Florianópolis (SC).

Todas essas unidades são abertas ao público e oferecem várias atrações. Em algumas é possível ver os bichinhos sendo alimentados, em outras há a possibilidade de observar a soltura dos filhotinhos de tartaruga no mar (é lindo!). Em todas há tanques com várias espécies de tartarugas e outros animais marinhos.

A estrutura é sempre muito bem montada e as sinalizações com as explicações sobre o ciclo de vida e outras curiosidades são muito didáticas.

Atividades, brincadeiras, visitas orientadas, oficinas e até parquinhos são algumas das atrações que encantam as crianças. Mas nada é mais bacana do que ver a empolgação delas ao observar os tanques e aquários!

Se for visitar algumas dessas praias, não deixe de conhecer o projeto. Em todas as unidades há lanchonetes, banheiros adaptados e infantis, além de lojinhas para levar para casa uma lembrancinha do passeio e, de quebra, ajudar a financiar essa iniciativa que já ajudou a salvar tantas tartarugas! 

Viagens da Fer 

(Imagem: Arquivo pessoal)