Bebês

Frases que toda mãe solteira gostaria de ouvir

Não importa o motivo que levou uma mulher a encarar sozinha a criação de um filho. O fato é que esse papel solo demanda energia, dedicação e uma rede de empatia

Frases que toda mãe solteira gostaria de ouvir

A sociedade tem a péssima mania de olhar para as mães solteiras com pena ou julgamento de valor. Não importa o motivo que a fez seguir sozinha, no imaginário de quem está ao redor paira a nuvem de “coitada” ou de “desajuizada”.

A verdade, porém, é que decidir encarar a maternidade sozinha é um imenso desafio e uma árdua tarefa, que a maioria das mulheres nessa situação assume com amor e dedicação e muita determinação – além de noites mal dormidas, cansaço acumulado e desenvolvimento de oito braços e pernas.

Quando cruzar com uma delas, antes de julgar, que tal buscar ter empatia por essas mulheres tão guerreiras?

Para te ajudar nessa tarefa, conversamos com algumas mães solteiras que nos contaram o que gostariam de ter ouvido durante uma fase difícil dos pequenos ou quando se viram sozinhas para criar seus filhos.

“Posso ajudar?”
As mulheres são cada vez mais multitarefas, mas isso não significa que seja fácil, principalmente quando não se tem com quem dividir os cuidados de seu filho. Encarar a rotina de trabalho, casa e a criação dos pequenos é para os fortes e, mesmo os fortes, precisam de ajuda. Então, quando encontrar uma mãe carregando filho e mais um monte de coisas, ofereça ajuda. Mas se você conhece uma 'mãe solo', seja mais solidária ainda e pergunte como pode auxiliar para que ela tenha 5 minutos a mais de descanso. "Confesso que a ajuda física me deixa feliz. Às vezes, as pessoas te vêm sozinha carregando filho e um monte de coisas e não ajudam; acho que falta mais solidariedade nesse sentido”, comenta Monica Rentroia.

“Não existe jeito certo de ser mãe”
Vira e mexe, quando vinha o susto do "estou sozinha", tudo o que Thaiz Leão, mãe de um filho imprevisto e criadora da página Mãe Solo, no Facebook, queria ouvir era: “Não caia na ideia absolutamente desconexa de que existe jeito e forma certos (de ser mãe), porque não existe”.

“Você não precisa morrer como mulher para nascer mãe”
A única coisa que a mãe solteira precisa e vai querer de verdade é ajuda para não amargar por dentro. A vida enquanto mulher não morre para nascer a mãe. Ela só precisa de disciplina para equilibrar as coisas dentro de sua multiplicidade. A mãe solteira só precisa de braços e, sempre que possível, uma noite bem dormida para ajeitar a bagunça interior.

“Eu te apoio”
Ter o apoio da família e dos amigos é fundamental para que a gestação e a educação ocorram de forma tranquila. Para Taís Costa, ouvir de sua família que ela sempre teria o apoio deles fez com que ela saísse do turbilhão de sentimentos ruins e se encontrasse. “Mesmo sendo mãe solteira, a minha gravidez foi o momento mais lindo da minha vida. Quando a família dá o seu apoio, nada mais importa”, conta.

“Eu cuido do seu filho pra você”
Ser mãe sem um companheiro ao lado é ter todas as tarefas e obrigações das crianças em suas costas. Embora sejam amorosas e zelosas, toda mãe solteira precisa de um tempo para respirar – seja para dormir uma noite inteira, para encontrar os amigos, ir ao cinema, fazer as unhas, comer uma refeição inteira sem interrupções ou apenas ficar jogada no sofá vendo as horas passar. Portanto, o sonho de consumo de grande parte delas é ouvir a frase: “Eu cuido dele para você”. “Tudo o que eu mais queria ouvir era isso, que alguém cuidaria do meu pequeno para eu poder tomar um banho tranquila”, afirma Nathalia Piovesan.

“Você é mais forte do que parece”
Quando bate o medo de colocar um ser indefeso no mundo e assumir de forma solitária toda a sua formação e seus cuidados físicos e emocionais, o que uma mãe solteira quer – e precisa! – ouvir é que ela é mais forte do que parece e que vai dar conta do recado. “É importante ouvir que, não importa se a situação é fácil ou difícil, vamos conseguir. Ser mãe solteira não é nada fácil; temos que ser fortes o tempo todo, por nós e pelos nossos filhos. Então, ouvir palavras de incentivo ajuda a vida a fluir menos dolorida”, desabafa Tayna Iamarino.

“Segue o teu caminho e o que você sente que tudo dará certo”
Essa frase foi tudo o que Maira Grizzo quis ouvir quando se viu sozinha com seu filho e decidiu morar em Ubatuba, litoral norte de São Paulo. “Na época, minha família desesperou. Uns acharam absurdo, outros acharam demais. Naquele momento, eu nem sei o que achava, simplesmente segui o que sentia que era certo, o que era a hora. Mas fez falta ouvir que eu tinha que seguir o meu caminho”, conta.

“Essa dor vai passar”
Com raras exceções, nenhuma mulher é mãe solteira porque assim quis. Essa é uma condição que surge a partir de uma rejeição ou uma perda. E tudo isso dói muito. Então, olhe no fundo dos olhos dessa mãe e diga que você sabe que está doendo, mas que vai passar e que tudo não será mais que uma lembrança remota, que logo a maré vai baixar, as ideias se assentam, o dia clareia e o caminho se abre.

“Estou aqui para o que precisar”
Saber que os amigos estão ali, de olho, e prontos para estender a mão – ou o braço todo – para quando precisar, ajuda a tornar a vida mais leve. Com essa atitude empática, a mãe solteira se sente mais à vontade para pedir um abraço, desabafar, pedir uma ajuda prática ou convidar para um programa de criança, sem medo de ser julgada ou esnobada. "No início, o que mais me incentivava era a amizade das pessoas e elas se colocarem em meu lugar. É muito triste e solitário ver uma amiga se afastar porque você não é mais tão disponível”, revela Monica Rentroia.

“Eu te entendo”
Tudo o que uma mãe solteira não precisa é de julgamento. Não cabe a quem está de fora da realidade daquela pessoa questionar suas escolhas. Pelo contrário, busque entender os motivos que a levaram a se tornar uma mãe solo e não queira impor a sua realidade a ela.

(Foto: Getty Images)