Bebês

Nutrientes obrigatórios na gravidez

Manter uma dieta saudável e equilibrada durante a gestação é fundamental. Confira algumas dicas

Nutrientes obrigatórios na gravidez

Se manter uma dieta saudável e equilibrada já é importante para qualquer pessoa, é ainda mais relevante para as mulheres grávidas. E, ao contrário do que muita gente pensa, isso não significa necessariamente começar a comer por dois.

“O ambiente nutricional da mãe durante a gestação é extremamente importante, tanto para o bom desenvolvimento do feto, quanto para a prevenção de futuras doenças no bebê. Por conta disso, é importante o acompanhamento de uma dieta balanceada, não hipercalórica, equilibrada e a eventual suplementação com algumas vitaminas e minerais”, explica a médica nutróloga Cristiane Braga Lopes Kanashiro.

O lado bom é que não existem grandes mistérios para o cardápio básico de uma alimentação saudável: balancear proteínas (carne, frango ou peixe), carboidratos (arroz, feijão, massa) e fibras (verduras, legumes e frutas) nas refeições, procurar sempre montar pratos coloridos e comer a cada três horas. A ingestão regular de água também é muito importante.

Olho no prato e no calendário

O cuidado redobrado com a alimentação deve acontecer logo de início, mas essa necessidade é ainda mais latente a partir do segundo trimestre de gestação, quando a taxa de crescimento do bebê acelera. “Ocorre uma maior demanda de energia e de necessidade protéica”, afirma o médico nutrólogo Celso Cukier.

Confira agora alguns dos principais nutrientes que não podem faltar na dieta das futuras mamães, de acordo com os especialistas:

Ácido fólico: essencial para a divisão celular (lembre que esse é o processo biológico básico para o crescimento do seu filho!) e, particularmente, para o desenvolvimento do tubo neural, que dará origem ao cérebro e à medula.
Onde encontrar? Miúdos de aves, levedura de cerveja, feijão, lentilha e espinafre.

Cálcio: fundamental para a formação dos ossos do bebê, torna-se mais efetivo quando combinado com a vitamina D. É importante destacar que a necessidade de cálcio aumenta em cerca de 50% nas mulheres grávidas.
Onde encontrar? Leite e derivados.

Vitamina D: ajuda a fixar o cálcio nos ossos em formação e também estimula outras funções metabólicas.
Onde encontrar? Gema de ovo, fígado, manteiga e leite.

Probióticos: são bactérias que agem no intestino grosso e equilibram seu funcionamento, facilitando a absorção dos nutrientes necessários para mãe e bebê. “Estudos recentes indicam que a ingestão de probióticos por gestantes diminui a incidência de dermatites, asma e rinine nos filhos”, destaca a médica nutróloga Cristiane Kanashiro.
Onde encontrar? Leites fermentados e iogurtes com ação na flora intestinal.

Zinco: atua na formação de vários tecidos, além de ajudar na produção de hormônios e na formação do sistema imunológico. O médico Celso Cukier lembra que as gestantes que fumam podem ter o nível de zinco significativamente reduzido, o que pode prejudicar o desenvolvimento do feto. Além disso, a falta desse nutriente durante a gravidez pode levar a parto prematuro e baixo peso do bebê.
Onde encontrar? Carne vermelha, ostras, fígado, grãos integrais, castanhas e tubérculos (mandioca, cenoura, batata).

(Foto: Getty Images)