Bebês

Os melhores presentes para o primeiro Natal da criança

Apostar em brinquedos que incentivam o desenvolvimento das crianças é a dica para as compras de fim de ano. Veja quais são os mais indicados

Os melhores presentes para o primeiro Natal da criança

Esse é o primeiro Natal ao lado do novo membro da família e você já conta os dias para dar um brinquedo e comemorar a data – mas está na maior dúvida sobre qual o presente mais indicado. Acertamos? A resposta é simples: aqueles que ajudam no desenvolvimento do bebê.

Os brinquedos desempenham um trabalho muito mais global do que apenas distrair. “Brincar faz a criança internalizar as vivências, simboliza as experiências que ela vive e também é uma fonte de aprendizado”, explica Julia Milani, pedagoga e psicomotricista da Assessoria Educacional Terceiro Passo.

Para ajudar na escolha, selecionamos os brinquedos mais indicados para crianças de até 1 ano. Confira:

Chocalho
Balançar um chocalho desenvolve ritmo e concentração e, por isso, o brinquedo é indicado a partir dos 3 meses. Uma dica para quem vai estreá-lo com o bebê: agite o acessório em vários ângulos ao redor da criança, inclusive atrás e nos lados. Assim, a audicão vai estimular a visão, pois o bebê ouve o barulho e o procura com o olhar.

Mordedores
Até os 2 anos, as crianças vivem o que chamamos de fase oral. É a primeira forma de conhecer o mundo - por isso costumam levar tudo à boca. Quando os dentes começam a nascer, entre 8 meses e 1 ano, os mordedores ajudam a aliviar o incômodo e também acalmam os pequenos, que tendem a ficar bem irritados nessa fase.

Tapetes interativos
Esses tapetes interativos fazem a criança associar a cor ao som ou ao animal, por exemplo, ou até mesmo o som à letra. Obviamente, cada versão é diferente da outra, mas é interessante optar pelos tipos educativos, já a partir dos 3 meses. Os mais estimulantes são aqueles em que a criança provoca o som, interagindo com o brinquedo.

Brinquedos de encaixar e empilhar
Eles são indicados a partir do sétimo mês, quando a criança já consegue sentar ou engatinhar para manuseá-los. Roberta de Luca, da Escola Aviva Desenvolvimento Infantil, conta que os brinquedos que se encaixam uns dentro dos outros, argolas empilháveis, estruturas para martelar, empilhar e desmontar estimulam a coordenação motora e o raciocínio lógico.

Bolas
São ótimas a partir do décimo mês, fase em que a criança começa a andar. O rola-rola da bola possibilita o desenvolvimento dos pequenos no espaço e incita sua locomocão independente, sem apoios.

Brinquedos musicais
Crianças interagem com a música desde recém-nascidas, mas é a partir dos 5 ou 6 meses que a música estimula a audição e trabalha a percepção da linguagem. “As músicas, independentemente de serem curtas ou longas, devem ter palavras de fácil assimilação e dicção, de preferência com repetição”, diz Fabiana Gonçalves, diretora pedagógica da escola Aviva.

Mãe e pai também são brinquedos
Qual é o brinquedo mais barato, prazeroso e eficiente para estimular as crianças? Os pais! A pedagoga Julia explica que, até os 3 meses, a brincadeira mais importante para a criança é aquela que envolve o pai e a mãe, sem objetos intermediários.

Nos primeiros meses de vida, a experiência está focada no corpo. “Você pode deitar o bebê, nomear as partes do corpo, repetir os sons que eles emitem, fazer massagens, atividades com água etc. Algo legal a ser feito é colocar água gelada no conta-gotas e pingar na mãozinha do bebê. Depois fazer o mesmo com água morna”, ensina a especialista.  

Por volta de 1 ano, o ideal é oferecer brinquedos que remetem à vida cotidiana e que a criança deverá se familiarizar, como bonecas, carrinhos e telefones.