Bebês

6 coisas básicas que uma gestante deixa de fazer aos 8 meses

Estar grávida, com uma barriga do tamanho da Terra, muitas vezes nos faz pedir ajuda para situações bem comuns

6 coisas básicas que uma gestante deixa de fazer aos 8 meses

A sensação com que eu poderia descrever como se sente uma gestante com a chegada das últimas semanas da gravidez é a seguinte: como uma tartaruga. Literalmente. O que acontece quando uma tartaruga cai de costas? Vai ser muito difícil ficar em pé. E é exatamente isso o que acontece comigo!

Passei minha primeira gravidez sozinha – sem um parceiro –, mas tinha meus pais por perto. Eles me ajudavam com o que eu lhes pedia, embora eu deva reconhecer que, obviamente, nos adaptamos às necessidades e eu sabia que eu não poderia pedir de tudo.

Por isso, na minha primeira gravidez, eu me senti muito mais "guerreira" por conseguir fazer tudo o que eu tinha que fazer sozinha: desde montar o berço até amarrar os calçados.

Hoje, com um marido maravilhoso ao meu lado, que me mima com tudo o que quero (obrigado por isso, universo!), sinto-me um pouco mais dependente da sua ajuda, de fazê-lo participar de tudo o que acontece comigo, de deixar-me consentir e de fazer as coisas a dois, mais do que por minha conta própria.

Isso porque, de verdade, não é tão fácil ter uma barriga enorme e poder se dobrar, levantar-se, caminhar, pegar no colo o filho mais velho. Ou seja, não é fácil me mover! Nessas horas, acabo pedindo ajuda.

Em que momentos uma grávida poderia precisar de ajuda? 

Amarrar os calçados. Sim? Eu já não posso!
Com 37 semanas, sentar na beira da cama e abaixar até meus pés é uma acrobacia que não consigo fazer (nível de elasticidade: -10). Assim, só uso sapatos com cadarço quando tenho alguém por perto que possa me ajudar a amarrá-los.

Colocar meias
Isso é para as grávidas que enfrentam o inverno. De manhã, geralmente consigo colocar uma meia e, em seguida, a outra. Mas à noite, que é quando minhas costas mais doem, ou depois de uma refeição, momento em que minha barriga está maior, eu preciso de ajuda para colocar as meias porque não consigo nem me sentar na beirada da cama.

Levantar da cama
Às vezes eu acordo cheia de energia e consigo, com dois movimentos sair da cama. Mas em outros dias isso é impossível, especialmente no meio da noite, para ir ao banheiro, quando estou sonolenta. Eu me mexo para um lado, para o outro, como uma gangorra, o que causaria risadas a alguém que estivesse me vendo. Mas para isso, sim, eu encontrei uma técnica: agora me firmo na cabeceira da cama, faço força com meu braço e pronto. Experimente!

Colocar a primeira parte da calça
Há dias em que eu posso colocar minha calça perfeitamente sozinha, apenas dando um jeitinho. Mas em outros, não! Deixo a calça no chão, coloco um pé, depois o outro, mas subi-la é uma ousadia que só entenderão as mulheres que tiverem uma barriga de 37 semanas na sua frente. É claro que vocês podem pedir ajuda (se não ficarem envergonhadas de que sua depilação não está 100%). Eu peço!

Depilar-se
Chega um momento em que a barriga é tão grande que você não pode ver nada além dela. Essa é a hora em que você tem que escolher: depilar-se sozinha, ir a um salão de beleza ou deixar que a natureza siga o seu curso. Claro que, como a vida de uma mulher não é sempre justa, depilação com cera durante a gravidez pode causar mais dor do que o habitual. Então, às vezes, a escolha é: o que acontece lá embaixo, que fique lá em baixo. Você se depilou durante a gravidez? Sabe de que dor estou falando?

Cortar as unhas
Isso, sim, que é para as mais ousadas. Pedir a alguém para cortar as unhas do pé – e que não seja em um salão de beleza – é arriscado. Tenho amigas que me disseram que morrem de vergonha de pedir isso a seus parceiros, mas eu, de verdade, peço a ele com toda confiança e ele, gentilmente, sempre diz “sim”.

Como veem, a vida de uma grávida é mergulhar em um mundo de possibilidades, em que a criatividade para poder fazer tudo sozinha é um grande mérito e parte da maternidade.

Mas é claro que há muitas mais situações em que precisavamos de ajuda... Quais são as suas?

Por Javi Belmar - Disney Babble Latam

(Foto: Getty Images)