Bebês

Dicas para escolher o berço do bebê

Por Marina Breithaupt

Parece uma tarefa simples, mas a segurança precisa ser levada em conta na hora da escolha

Dicas para escolher o berço do bebê

O bebê já marca presença na decoração da casa antes mesmo de nascer. Seu quartinho ou cantinho é sem dúvida um ponto principal.

Nesse cantinho dos sonhos vamos passar boa parte do nosso tempo com o pequeno e lá viveremos muitos momentos juntos. O grande astro desse cenário encantado é sem dúvida o berço.

Existem tantas opções desse item no mercado. São muitas cores, formatos, tipos... Parece uma tarefa simples escolher um modelo, mas, além de beleza e formato, o que mais importa é a segurança! Isso é o que precisa ser levado em conta na hora da escolha do berço do bebê.

Você sabe em que deve prestar atenção no momento de comprar um berço?

1- Tipos de grades
Houve uma mudança no início do ano na regulamentação. Pelas novas regras foram proibidos os berços com grade móvel, sendo permitidos somente a fabricação de grades fixas. As marcas terão 24 meses para se adequar. Calma, se você já comprou um berço com esse tipo de grade saiba que essa regra é apenas mais uma precaução de segurança e, na grande maioria, os berços desse tipo são seguros, não precisa deixar de usar. Uma dica legal é deixar a grade móvel travada e virada para parede, assim o bebê corre menos risco.

2- Distância entre as grades
O Inmetro determina que a distância entre as ripas da grade dos berços seja de no máximo 6,5 cm e no mínimo de 4,5cm. Essa distância é determinada para que pés, mãos, pernas ou braços dos bebês não corram o risco de ficarem presos em uma eventualidade.

3- Pintura
Quem já tem mais de um filho sabe bem que chega uma certa idade e o berço vira o mordedor preferido dos bebês (quando começam a se apoiar, ficando de pé, os pequenos acabam mordiscando as grades). Pois é, o tipo de tinta usado precisa ser segura, resistente e totalmente atóxica.

4- Altura da grade
Por falar em bebê ficando de pé, todo mundo sabe da importância de prever o próximo passo de desenvolvimento das crianças. Por isso, é muito importante que a altura entre o estrado e a lateral do berço seja de, no mínimo, 60 centímetros. Isso evitará que o bebê consiga pular.

5- Certificação
Mesmo com todas as dicas que você acabou de ler, tenha a certeza que o fabricante do berço que você pretende comprar segue todas as normas do Inmetro na sua produção. Isso evitará problemas futuros de segurança. Para saber mais sobre as novas normas, acesse aqui.

Um beijo,

(Imagem: Shutterstock)