Bebês

Feto sente o sabor dos alimentos?

Por Patrícia Cerqueira
@Comida Boa Muda Tudo

Os bebês, quando ainda estão na barriga da mãe, processam o doce e o salgado?

Feto sente o sabor dos alimentos?

Se é verdade que os bebês já nascem prontos, que precisam apenas amadurecer e crescer, então, é fato que já são capazes de distinguir os sabores dos alimentos. Sim, isso é verdade!

A ciência já comprovou, por meio de diversas pesquisas, que o paladar dos nossos filhos começa a ser formado durante a gestação. O que a mãe come afeta o bebê.

Já se conhecem alguns sabores que o feto detecta. São eles:

  • Alho
  • Queijo (alguns tipos)
  • Cenoura
  • Baunilha
  • Temperos (alguns tipos)
  • Hortelã
  • Legumes
  • Frutas

 

Lembro que em minhas duas gestações sentia vontade de comer uva. Durante os nove meses. Quando os meninos começaram a experimentar as frutas, aceitaram praticamente todas, mas tinham predileção por uva e pela mesma variedade que comi durante as gestações.

Achei que era coincidência. Hoje, por conta das evidências científicas, percebo que não era.

Durante a gestação, os fetos engolem o líquido aminiótico, que pode ter algumas nuances de sabor, muito discretas, mas suficientes para treinar o paladar do bebê, que vai se desenvolver durante a amamentação, com o leite materno, que também tem características próprias e pequenas variações de sabor influenciadas pelo tipo alimentação da mãe.

Por isso, é tão importante ter uma alimentação variada tanto na gestação quanto no período do aleitamento exclusivo. Refeições monótonas, baseadas principalmente em carboidratos, como massa, arroz e batata, oferecem pouca ou quase nenhuma experiência sensorial para o feto e o bebê.

Suco de cenoura, chá de hortelã, creme de baunilha, creme de queijo, pizza de alho são alguns exemplos do que as mães comem e os bebês "experimentam" por meio do líquido amniótico ou leite materno.

Mas isso não significa que, quando seu filho tiver 2 ou 3 anos, não irá recusar um pote de uva, fruta que ele tanto adorava aos 7 meses. Será um outro momento da vida dele. Estará experimentando outra coisa: a tal da autonomia. Mas isso é uma outra história...

Beijos,
Patricia

(Foto: Getty Images)