Bebês

Já pro ninho!

Por Marina Breithaupt

A hora do sono pode ser mais tranquila com algumas práticas que deixam o bebê aconchegado

Já pro ninho!

Já contei aqui sobre a Teoria da Exterogestação e as técnicas que podemos praticar para promover mais bem-estar aos bebês, reproduzindo as condições intrauterinas.

"O Ninho" faz exatamente isso: reproduz o ambiente que o bebê está acostumado e se sente seguro, protegido e acolhido. É uma maneira de "conter" os movimentos, deixá-lo aconchegado.

É muito simples! Pode ser feito com rolinhos de toalha de banho e forrado por um lençol ou mantinha.

A manta ou lençol deve ficar bem preso aos rolinhos para não haver risco de se soltar com os movimentos do bebê. Assim, nesse "ninho", os bebês se sentem seguros.

Já existem no mercado alguns modelos de ninho prontinho, mas é tão simples de fazer que acredito que não valha o investimento.

Montei um "baby corner" para a Amelie no meu quarto e o moisés em que ela se acostumou a dormir é bem forradinho e apertadinho. Quando tentei colocá-la algumas vezes no berço do quarto, ela simplesmente chorava.

Fiz o ninho e desde então ela tem aceitado ficar deitadinha lá, e até já adormeceu sozinha algumas vezes nas sonecas durante o dia. Já a hora do soninho da noite, ainda prefiro que seja no moisés, aqui no meu quarto.

Aqui foi um sucesso!

Já conhecia a Teoria da Exterogestação? E a técnica do Ninho? Me conta!

(Foto: ShutterStock)