Bebês

O que mais sinto falta de estar grávida

Dá saudade da gentileza das pessoas, da massagem nos pés e da sensação de sentir o bebê se mexer lá dentro

O que mais sinto falta de estar grávida

Uma amiga minha está esperando seu primeiro bebê e estávamos falando sobre gravidez essa manhã. Ela está no terceiro trimestre e está se dando conta de quanto ainda há por fazer antes que sua pequena princesa chegue.

Tenho que admitir: estou com inveja de ela estar grávida! Eu simplesmente amei estar grávida!

Por algum motivo, muitas mulheres gostam de contar para as gestantes todas as histórias assustadoras sobre o parto ou a gravidez. Não sei exatamente porque fazem isso, mas estou aqui para dizer: não dê ouvido a elas.

Pense positivo e saiba que a gravidez é linda, uma benção maravilhosa mesmo quando não é perfeita. E como eu sinto falta disso tudo!

Eu sinto saudade, porque...

1. Todo mundo é tão gentil com grávidas. Cresci em um lugar onde os homens abrem as portas para as mulheres, mesmo se não estão esperando um bebê. Mas, uma vez que mudei de cidade, percebi que as coisas não são assim em todos os lugares. Na agitação da cidade grande, as pessoas tendem a não prestar tanta atenção em gentilezas, mas quando você está grávida, elas seguram a porta, ajudam a carregar as coisas, dizem como você está bonita e puxam conversa. É bacana receber esse tipo de tratamento quando não está acostumada com isso.

2. Amei não ter que emagrecer! Pelo menos, por nove meses, não estava preocupada com a aparência da minha barriga.

3. Sinto saudade de sentar no quartinho do bebê, balançar na cadeira e pensar sobre como seria quando ele chegasse. Amava organizar o armário, alinhar os bodies minúsculos, montar o berço, sentir o perfume dos lençóis lavadinhos, e preparar toda a decoração daquele quartinho pequeno. Não acho que há algo mais precioso em sua casa que aqueles primeiros momentos passados no quarto prontinho.

4. Realmente sinto falta de ser a única que meu bebê precisa. Saber que era responsável por sua saúde em meu útero e saber que meu corpo estava realmente gerando uma pessoinha era um sentimento INCRÍVEL.

5. Aqueles pequenos chutes que você sente no início do primeiro trimestre ficam mais fortes e mais fortes conforme o tempo passa, e não há nada igual! Assistir ao meu marido sentindo o movimento do bebê pela primeira vez é algo que nunca vou esquecer.

6. Escolher nomes de bebê foi uma tarefa muito demorada, mas também bem divertida. Procuramos pelos nomes juntos, vimos que estilos gostávamos, olhamos os significados e tudo. Nós dois gostamos de vários nomes iguais, então facilitou bastante.

7. Não posso escrever esse texto sem falar de uma das minhas coisas favoritas sobre estar grávida: a massagem nos pés. Meu marido foi muito gentil e fazia massagem sempre que eu pedia. Nós morávamos em uma casa de três andares quando engravidei, então o sobe e desce realmente acabava com meus pés – e meu maridinho sabia exatamente como remediar isso.

8. Devo admitir, realmente tive gestações fáceis. Não tive problemas de saúde durante a minha gravidez, não fiquei doente, nunca tive complicações, e minha pele brilhava mais do que nunca. Realmente fui abençoada com ótimas gestações, o que, é claro, torna mais fácil sentir falta disso!

Sei que nem todas as gestações são fáceis, e aplaudo mulheres que passaram a gravidez com problemas de saúde quase todo o tempo, com dor ou em repouso. Espero que você saiba o quão especial é apenas por ser forte o suficiente por passar por tudo isso!

Por Tiffany Thornton

(Foto: Getty Images)