Aniversário

Como organizar uma festa para adolescentes (sem pagar mico!)

Pais devem seguir duas regras básicas na hora do planejamento: orçamento na ponta do lápis e ajuda do jovem na organização

Como organizar uma festa para adolescentes (sem pagar mico!)

Quem tem um adolescente em casa sabe muito bem que essa fase não é das mais fáceis, mas, ainda assim, reserva uma série de oportunidades de aprendizado positivo - tanto para os pais, quanto para os filhos. Uma ótima chance de aproximação familiar nessa complicada época de transição é a organização da festa de aniversário. Afinal, que jovem não gosta de se reunir com os amigos?

Especialistas recomendam que os pais envolvam os filhos adolescentes na preparação do evento. “É importante saber o que eles imaginam para a sua festa para que os pais possam, a partir daí, conduzir os detalhes, sempre tentando chegar a um consenso entre o desejo do filho e a possibilidade financeira”, comenta Adriana Bicudo, da Biscuit Eventos.

Assim, o primeiro passo para a organização da festa é definir o orçamento e, com base nisso, começar a explorar, junto com o filho ou a filha, as inúmeras possibilidades que existem no mercado, a começar pela definição do local.

Festa em casa ou no salão?
Não existe uma melhor opção, mas prós e contras de cada uma. E, é óbvio, jamais desconsiderar a idade do anfitrião. “Jovens acima de 15 anos já preferem as festas em espaços alugados ou casas noturnas”, lembra Adriana.

A consultora de etiqueta Janaina Depiné aponta outros fatores a se levar em consideração. “Se o objetivo for praticidade e horário limitado, o melhor é o buffet, com horário de início e término e trabalho mínimo, já que o espaço se encarrega de tudo. Já no salão de festas do prédio, é preciso respeitar todas as regras do condomínio, como horário para montagem do local, entrega do salão limpo e não fazer barulho depois das 22 horas. Na casa dos pais, o trabalho é ainda maior, mas não há limite de horário. É bom para quem quer uma festa longa.”

A escolha do convite
Em tempos de redes sociais, os convites de papel ainda fazem sentido? Há divergências, mas, de forma geral, as especialistas concordam que essa prática só tem a ver para eventos mais formais. “Para uma festa para poucos convidados em casa, o aniversariante pode criar um evento no Facebook para interagir com os convidados. Mas também é legal ligar para convidá-los”, recomenda a decoradora Silvana Torres.

O importante é não esquecer as informações básicas (data, endereço e horário) e avisar (ou enviar o convite) entre 20 e 30 dias antes do evento.

Definindo o cardápio
Outra questão fundamental a se definir são os comes e bebes. Mais uma vez, a escolha depende muito do perfil da festa e do anfitrião. “Os jovens de até 14 anos adoram comidas tradicionais de festas, como minipizza, cachorro-quente e batata frita. Para quem já passou dessa idade, opções como ilhas de comida japonesa e festival de comida mexicana fazem muito sucesso”, comenta Adriana.

Vale também abusar da criatividade e ir além dos sucos e refrigerantes, oferecendo milk-shakes e coquetéis não-alcoólicos. Essa, aliás, é uma outra questão importante. Muitas famílias costumam oferecer bebidas alcoólicas para os adolescentes dentro de casa, mas é importante lembrar que essa é uma prática ilegal e, portanto, não é vista com bons olhos por todos os pais.

Como entreter a galera
Jovem que é jovem gosta de animação, não tem jeito. Assim, um item obrigatório da festa de um adolescente é uma playlist de músicas atuais e escolhidas a dedo pelo anfitrião para serem tocadas por um DJ ou banda ao vivo. “Eles adoram festa com pista de dança e jogo de luzes, criando uma verdadeira balada”, diz Adriana.

Outra dica é comprar itens de pista, como óculos coloridos, tiaras e plaquinhas bem-humoradas para distribuir para os convidados e tirar fotos divertidas. As máquinas de foto que imprimem a foto postada pelos amigos nas redes sociais também fazem sucesso. É uma ótima opção tanto para o convidado, que sai de lá com uma lembrança do dia, quanto para o aniversariante, que pode ganhar um álbum com as fotos tiradas por seus amigos.

Janaína, por sua vez, sugere também dispor de estações de atividades, de acordo com o tema da festa e o perfil do jovem. “É possível montar uma estação com videogames, espaço para personalização de cupcakes, minicurso de maquiagem ou até um espaço lasershot ou paintball.” Desse jeito, não tem como errar!

(Foto: Getty Images)