Datas Especiais

O fim de ano nem sempre tranquilo das mães

É possível sobreviver à época mais concorrida do ano sem se estressar e ficar cansada demais. Saiba como dar conta de tanta festa - e da casa, dos filhos, do marido…

O fim de ano nem sempre tranquilo das mães

Amigo secreto do trabalho e da família, encontro da firma, happy hour com os colegas e as amigas, ceia de Natal com os seus pais e os dele, festa da virada, confraternização da academia… Cansou só de pensar, não é?

Fim de ano é assim mesmo: época de celebrar e nossa presença é requisitada em diversos lugares num curto espaço de tempo (quando não ao mesmo tempo). E, como o trabalho de mãe nunca tem fim, pode ser difícil dar conta de tanta coisa.

“Às vezes tenho três eventos num dia: piquenique pela manhã, churrasco à tarde e festa à noite, todas elas infantis, porque sou apaixonada pelas crianças e sempre vou”, conta Paula Cardoso, mãe da Maria Eduarda, de 11 anos.

Quando chega essa época do ano, ela ainda organiza uma série de festas para a família e um batalhão de pré-adolescentes. O segredo de Paula: planejamento.

Só que se planejar é mais que escrever as datas dos eventos na agenda. É preciso pensar na comida, nos presentes, na logística e, mais importante ainda, escolher as festas que sejam realmente importantes para participar.

Pedimos ajuda à coach Magda Rodrigues de Paula, que dá dicas para você fazer bonito nos eventos sem se estressar.

1 - Saiba como priorizar

Se você recebeu convites demais, faça uma lista das festas e dos motivos para ir em cada uma delas. Para priorizar, é preciso definir foco e objetivos, tanto pessoais como profissionais. Pergunte-se qual a razão para ir a um determinado evento e o que é mais importante naquele momento. “Você precisa fazer networking? Ou está com vontade de passar um tempo com os amigos? Quando você escreve, escolhe com mais certeza e reforça que está fazendo aquilo por você e não só para agradar os outros”, orienta Magda.

2 - Planeje com antecedência

Paula Cardoso sempre faz checklist para os eventos. “Começo durante a semana, já penso nos presentes e nas roupas, e um dia antes tenho tudo esquematizado. A Maria Eduarda vira quase minha secretária: deixa as roupas e make separadas, vai à costureira, embrulha os presentes…”, conta ela. Já Márcia Yamashita, que acabou de ganhar neném, vai além. Ela, que tem anos de experiência planejando festas de casamento, faz o cronograma de dezembro inteiro um mês antes. “Monto meu cronograma no Excel e uso a função ‘lembretes’ do celular para não esquecer de nada. Quinze dias antes das festas já encomendei todos os doces da ceia de Natal e comprei os presentes. Como tenho cinco sobrinhos, faço bastante pesquisa na internet e compro tudo no mesmo dia”, ensina.

3 - Leve comida congelada

Festas de fim de ano costumam envolver comida e é cada vez mais comum que os convidados tenham que levar um prato para compartilhar. A forma mais prática de dar conta disso sem passar horas (ou dias) na cozinha é recorrer aos congelados. “O ideal é encontrar um bom fornecedor de pratos simples, como empadão ou torta de frango, que você possa congelar e assar antes da festa. Ainda que você queira cozinhar, é possível deixar os pratos preassados no congelador”, recomenda Magda.

4 - Negocie com a família

É comum ter que se dividir entre mais de uma casa no Natal e no Ano-Novo. “Por exemplo, a família do marido vai fazer uma festa e a sua outra. Se você entrar nessa, quanto tempo vai ficar em cada lugar? Quanto tempo perderá no trânsito?”, pergunta Magda. Por isso, negocie com as turmas. “Como minha família é mais festeira, fico o Natal e o dia 31 com eles e o dia 1º com a do meu marido”, conta Márcia. Veja se é possível passar um ano numa casa e o seguinte, na outra, ou a noite de 24 de dezembro com os pais dele e o almoço do 25 com os seus. Você vai aproveitar melhor as festas e ficará mais tranquila.

5 - Comporte-se como gestora

Evite assumir compromissos demais para agradar aos outros. Segundo Magda, a regra é “não seja boazinha demais”. “Faça como uma gestora: liste o que precisa ser feito, defina os pratos, quem vai e quem não vai à festa e quais as responsabilidades de cada um”, diz. Se a festa for na sua casa, não fique trabalhando o tempo todo. Chame os convidados para arrumar a mesa e lavar a louça, por exemplo. Assim, em vez de se cansar sozinha, você compartilha aquele momento e se diverte mais.

6 - Deixe a chantagem emocional pra lá

Independente dos seus esforços, é comum que alguém ache que você poderia ter feito melhor ou que reclame da sua ausência. “Rola aquela chantagem emocional. Nessa hora, quando alguém te trouxer um problema, escute o lado da pessoa, mas não compre a opinião dela para você. Uma regra do coaching é: receba bem tudo que vier. Se for bom, que fique. Se for ruim, que vá. Tenha certeza de que você fez o seu melhor e não sofra”, salienta Magda.

7 - Saiba quando levar as crianças

Nem sempre os pequenos podem ser levados às festas de fim de ano, especialmente nas organizadas pelo trabalho. “Pergunte se o evento terá outras crianças e se haverá cuidadores para ficar com elas. Do contrário, seu filho vai passar a noite na barra da sua saia, o que será desgastante para você e para a criança”, lembra Magda. Na dúvida, peça ajuda a um parente ou contrate uma babá com antecedência. Afinal, é uma época concorrida.

8 - Crie eventos que façam sentido para você

De que adianta se desdobrar para estar em várias festas se elas não te trazem algo de especial? “É importante resgatar valores e tradições. Uma vez, eu e minha família marcamos uma tarde para fazer bolachas de Natal com as nossas crianças. Nesse dia, ficamos juntos por bastante tempo e conversamos bem mais que acontece numa ceia”, diz Magda.

9 - Não perca tempo - nem dinheiro - com as compras

Se os muitos eventos envolverem presentes, em vez de pingar de loja em loja, uma boa dica é comprar todos no mesmo lugar. Como lembra Magda, isso garante não só economia de tempo como de dinheiro. “Dá para negociar valor, você ganha um superdesconto, brinde…”, observa. A coach recomenda ainda que, caso você se depare com um presente com preço bom, como um colar bonito, compre mais de um. Assim você fica preparada para imprevistos.

(Foto: Getty Images)