Comportamento

Por que Instagram e Twitter são para adultos?

Por Patrícia Cerqueira
@Comida Boa Muda Tudo

As redes estão repletas de conteúdos impróprios

Por que Instagram e Twitter são para adultos?

Sou fã das redes sociais. São excelentes meios de comunicação, troca de informação e conexão de pessoas. Só que são ambientes para adultos e não para crianças ou adolescentes jovens.

Você sabia que duas das redes sociais mais usadas pela garotada são também ferramentas de propaganda de serviços de garotas de programa e de divulgação de pornografia?

Twitter e Instagram estão repletos de fotos de mulheres e homens em poses de seminudez e, digamos, bastante erótica. Além das imagens, os profissionais divulgam também dados de contato, como telefone e e-mail, descrevem o serviço que prestam, detalhando até quais tipo de sexo fazem.

Escrevo isso não para criticar a divulgação dos serviços de sexo. Mas para reafirmar o que há muito tempo os próprios criadores desse universo de troca de informação avisam: SÃO AMBIENTES ADULTOS E DESTINADOS A ADULTOS!

As crianças e adolescentes jovens entre 12 e 13 anos devem ser poupados desse ambiente sem controle, sem filtro. Justamente por falta desse controle, elas estão expostas a imagens, informação, frases de um universo que ainda não compreendem e podem ter distorções da realidade.

Além disso, a exposição frequente, diária e sem contextualização de imagens eróticas, principalmente de mulheres, pode fazer com que a garotada ache que a realidade é essa.

A terapeuta familiar Roberta Palermo escreveu, na sua página no Facebook, uma orientação para mães e pais de meninos sobre o acesso da garotada a filmes pornográficos, que acho que cabe também para as imagens das redes sociais:

Se não é possível manter as crianças e jovens distante dessas redes sociais, o correto é monitorar, vigiar mesmo. E conversar sobre quem são os perfis que eles seguem.

Essa é uma maneira bacana de iniciar uma conversa sobre como as redes sociais banalizam a mulher e o sexo.

Beijos e boa sorte na conversa,
Patricia

(Foto: Reprodução)