Comportamento

Quando seu irmão vai casar

Por Samantha Shiraishi
@maecomfilhos

O mais importante é manter o clima de afeto, de apoio e de cuidados dentro da família

Quando seu irmão vai casar

Ser noiva é uma das grandes emoções da vida adulta. Não estou comparando com a maternidade - ser mãe é sine qua non - e, sim, estou me remetendo às minhas lembranças da época do noivado, dos planos para o casamento e dos sonhos que vamos realizando com a casa nova. 

Quando eu preparava meu casamento, Tiffany, minha irmã caçula, então com 15 anos, foi minha supercompanheira em cada detalhe. Isso nos uniu muito, criou laços novos que compartilhamos até hoje, ligados aos cuidados com a casa, aos detalhes da decoração e até aos planos de viagens de férias em família.

Acostumamos a “conversar” sobre tudo, do mesmo jeito que fazíamos sobre figurinhas ou filmes quando morávamos juntas na casa dos nossos pais. Dez anos depois do meu casamento, foi ela quem casou e eu também tentei participar de tudo, mesmo já morando em outra cidade.

Não tinha whatsapp, mas haja e-mail com fotos, referências de vestido, da roupa da daminha e do pajem (meu filho mais velho, não por acaso afilhado da minha irmã), enfim, de tudo!

Desta vez, nós duas estamos vivendo uma situação inusitada: quem vai casar é nosso irmão e estamos de fora dos preparativos!

Que estranho, gente!

Nossos filhos serão pajem e daminha juntos, claro. Mas fora a roupa das crianças, pouca coisa passa por mim ou por ela. Homens são mais desligados ou mais reservados, não sei. O fato é que nosso irmão Herman não conversa sobre os detalhes.

E a gente fica sem jeito de incomodar a cunhadinha com toda nossa “vontade” de participar! (risos)

Daí que bolamos um presente de irmãs para podermos nos envolver, sem sermos as cunhadas chatas. Vamos fazer o site dos noivos - com aquelas fotos fofas, história deles, links para a lista de presentes, sabe?.

Assim, a gente pode perguntar sem ser tão chato e participar de uma parte dos preparativos, além de perceber o que efetivamente os dois querem que as pessoas saibam. 

E tudo bem! Afinal, o mais importante é manter o clima de afeto, de apoio e de cuidados dentro da família. E a cunhada que chega com o casamento será a mãe dos nossos sobrinhos e a companheira do nosso irmão querido para sempre (pelo menos é o que a gente sonha e é pelo que torcemos).

Ela foi a escolhida do irmão, o que quer dizer que ele a ama, e só isso já é um grande motivo para toda boa vontade em manter um bom relacionamento com ela - até para que ele não se afaste da gente.

P.S. Outra coisa que tenho vivido antecipadamente neste tempo de "irmã do noivo": como somos mães de meninos, vamos descobrindo como será quando nossos filhos casarem. A gente vai ser “mãe do noivo”, ou seja, autoridade honorária, sem direito de voto, mas com presença obrigatória! 

(Foto: Free Images)