Comportamento

Se você está sentindo a vida parada, sem novidades, arrumar o armário pode ser a solução

Por Helena e Joana Cardoso

Entenda o porquê dessa dobradinha

Se você está sentindo a vida parada, sem novidades, arrumar o armário pode ser a solução

Sem dúvidas, a nossa casa reflete nosso mundo interno. Quando nossa cabeça está de pernas para o ar, é bem provável que nosso armário também esteja uma bagunça.

Seguindo esse raciocínio, quando seu mundo interno estiver fora de controle e você não tiver ideia por onde começar a colocar tudo em ordem, uma boa estratégia é começar pelo mundo externo.

Uma arrumação no closet, eliminando as roupas que não lhe servem mais, pode trazer uma boa reflexão sobre si mesma, de quem você é hoje, o que combina com você e o que representa apenas seu passado.

Naturalmente, você estará também abrindo espaço para o novo, permitindo que a energia de circulação flua melhor. O acúmulo é uma energia parada, um bloqueio na renovação.

O apego excessivo pode apontar para uma dificuldade de despedida de um ciclo e abertura de um novo. É um tempo congelado representado por aquele objeto.

Aquela viúva que não consegue se desfazer das roupas do marido no armário tem muito menos chance de seguir a vida, recasar e se reinventar do que alguém que viveu o luto, aos poucos, em um tempo esperado.

O mesmo ocorre para uma criança que cresce e não faz mudanças no seu quarto, não tira ursinhos de pelúcia e objetos de infância. De certa maneira, esse adolescente está mostrando uma dificuldade no desenvolvimento e fechamento da infância.

Dessa forma, se você está sentindo sua vida parada, sem novidades, comece pelo seu armário. A arrumação pode ser um ótimo instrumento para dar início a um movimento por dentro e por fora na sua vida.  

Por Joana Cardoso

(Foto: Morguefile)