Comportamento

Um tempo só para você (por que é importante sair de fininho de vez em quando)

Por Nívea Salgado
@Mildicasdemae

Será que você não seria uma mãe melhor se tivesse um tempo para respirar?

Um tempo só para você (por que é importante sair de fininho de vez em quando)

Vou te contar como é um típico dia de mãe: você não precisa de despertador, porque acorda com o choro do bebê assim que o sol dá o ar de sua graça. Não importa se é segunda-feira, terça, sábado ou domingo: você torce, torce, torce, mas o filhote não passa das 7h da manhã. Antes de ir ao banheiro, ou de tomar uma simples xícara de café com leite, você já amamentou, trocou a fralda, e fez mil caretas para arrancar um sorriso do filhote. E quando ele dorme, você o coloca no carrinho, ao lado da porta do banheiro, para tomar uma ducha de cinco minutos (ou menos, porque ela pode ser interrompida a qualquer momento pelo pequeno, que sente que você se afastou mais de um metro e abre os olhinhos solicitando sua presença).

Pode ser que alguém que não tenha passado pela experiência pense que é fácil. Afinal, você não pegou trânsito para chegar ao trabalho, não teve que lidar com o mau humor do chefe, não teve que atingir a meta do mês para ganhar a bonificação (considerando que você ainda esteja em licença-maternidade, porque se já voltou ao trabalho, tem todos os desafios da maternidade somados aos profissionais).

Você SÓ teve que cuidar de um bebê!

Mas se você é mãe, sabe muito bem do que eu estou falando: é difícil ouvir aquele chorinho e não saber como pará-lo, é duro acordar a cada duas horas (no máximo) durante a noite, e, principalmente, é desgastante passar por tudo isso sem trégua, sem um dia para descansar.

O problema é quando você acha que sempre tem que ser assim, que você não tem direito de ter um tempinho só para você. Claro que no primeiro mês do bebê você mal conseguirá sair de casa, mas, com o tempo, a dependência do filho vai diminuindo - as mamadas vão se espaçando, chega o tempo das primeiras papinhas, e o filhote já consegue ficar algumas horinhas em outra companhia, que não a sua.

É difícil sair as primeiras vezes? Muito! O coração parece que fica pequenininho, e você tem vontade de ligar para casa a cada cinco minutos. Mas, acredite: isso só fará bem a você, e também ao filhote.

É importante ir à padaria sem pressa para voltar, aproveitando para sentir a própria respiração no caminho. É importante sair com aquela amiga que você não vê há muito tempo, mesmo que vocês só falem dos filhos. É importante ter um tempinho só para você, para se lembrar do que você gosta, do que pensa, do que sente quando está longe do filho, mesmo que no seu coração pareça não sobrar espaço para mais nada além dele. 

Porque quando você volta, está revigorada. Você percebe que por mais exaustiva que seja sua rotina, ela é parte do que te faz a pessoa mais feliz do mundo: ser mãe!

(Foto: Getty Images)

comentarios mãe, maternidade, filhos, Família