Cozinha

A onda dos minichefs na cozinha

Por Patrícia Cerqueira
@Comida Boa Muda Tudo

"MasterChef Junior" e "Que Marravilha! Chefinhos" são alguns dos programas de culinária com crianças e adolescentes que estão na TV

A onda dos minichefs na cozinha

Estreou na TV Bandeirantes a versão brasileira do "MasterChef Junior", reality show de culinária com jovens participantes. O programa televisivo que coloca os pequenos competindo para preparar os melhores pratos tem versões em mais 16 países, entre eles Estados Unidos, Austrália, Itália, Inglaterra, Taiwan, Israel, Tailândia, Grécia, Índia e Indonésia, mostrando que criança e cozinha dá "ibope".

Acho que o sucesso da versão mirim vem principalmente da edição de imagens, que não economiza na exploração da ingenuidade infantil, mas também pelo cuidado em focar na perseverança e na honestidade dos pequenos, características típicas de crianças e adolescentes.

Além do "MasterChef Junior", é possível assistir a outros programas com minichefs dando show nas caçarolas, mostrando habilidades entre facas afiadas e chamas altas de fogão, provando que criança pode cozinhar desde que seja bem orientada sobre como usar todas essas ferramentas. Entre eles, estão no ar:

- "Que Maravilha! Chefinhos", do canal GNT: o chef Claude Troigros ensina crianças e adolescentes, apaixonados pela cozinha, a fazer uma receita mais elaborada e, depois, os coloca à prova ao deixá-los sozinhos na cozinha de seu restaurante preparando as iguarias para amigos e familiares. 

- "Tem Criança na Cozinha", no canal Gloob: três amigos pré-adolescentes preparam, para os telespectadores mirins, receitas fáceis e deliciosas de um jeito bem descontraído.

- "Cozinhandinho", no canal Nickelodeon, da Sky: a cada episódio a nutricionista Andrea Santa Rosa, mulher do ator Márcio Garcia e mãe de quatro filhos, vai para a cozinha explicar para seus assistentes, quatro crianças entre 9 e 14 anos, como preparar pratos saudáveis e deliciosos.

Acho muito válido ter programas de culinária com crianças. Acredito que eles são um incentivo para mostrar aos telespectadores mirins que a cozinha não é um lugar inseguro, como muitos adultos costumam dizer (para os pequenos), que cozinhar pode ser muito divertido e gratificante, além de ensinar que tem comida boa, mesmo que seja da cor verde, vegetariana e integral.

Não posso dizer o mesmo sobre o programa de culinária que é uma competição entre crianças e adolescentes. Nesses tempos de redes sociais, quando todo mundo tem opinião formada sobre todos e tudo e escreve um bom tanto de besteiras e ofensas, será que os concorrentes mirins vão saber administrar bem as críticas sem sentido, noção e bom senso que, com certeza, irão receber?

Tenho minhas dúvidas. Vamos acompanhar, isso se o sono me permitir, afinal, o "MasterChef Junior" passa muito tarde (toda terça, às 22h30) para os meus padrões.

Meu filho Miguel, que adora ver programas infantis de culinária, mas dorme cedo porque acorda, todo dia, muito cedo para ir à escola, jamais assistirá a um episódio desse reality show! Daí a minha dúvida: qual o público-alvo desse programa: crianças?

Beijos,
Patrícia

(Foto: TV Bandeirantes/ Divulgação)