Cozinha

A preguiça e a cozinha

Por Patrícia Cerqueira
@Comida Boa Muda Tudo

O que fazer com as refeições quando a vontade de ir para o fogão desaparece?

A preguiça e a cozinha

A preguiça é uma coisa que me incomoda muito porque, quando se instala, encontra o ambiente perfeito.

Meu corpo parece feito para abrigar a indolência, a leseira, a lentidão...

Porém, percebo que tenho tipos de preguiças, como se fossem preguiças seletivas.

Um dia tenho preguiça de arrumar a casa, mas uma vontade enorme de estudar. No outro só quero assistir Orange is The New Black e nem chegar perto da lavanderia.

Acordo animada para a ginástica e com uma preguiça imensa para escrever. No entanto, há tempos que ando tremendamente preguiçosa para cozinhar e com uma preguiça ainda maior para criar receitas novas.

Por quê será que isso acontece?

Tenho percebido uma dificuldade para entrar na cozinha e, quando entro, faço tudo rápido e o mais descomplicado possível. Claro que não chego ao cúmulo de servir a mesmice do arroz com feijão em todas as refeições.

Até porque cozinhar feijão delicioso não é algo simples. Dá TRA-BA-LHO!

Então, o que fazer quando a vontade de cozinhar desaparece? Tenho algumas sugestões:

  • Não se desespere nem se culpe;
  • Encontre um restaurante barato e que sirva comida boa bem pertinho de casa, esse lugar será a salvação para os dias de completo divórcio do fogão;
  • Entenda que todo mundo que cozinha, vez ou outra, sente preguiça de lidar com as caçarolas;
  • Opte por comidas curingas. A carne moída, por exemplo, salva em muitos casos porque pode ser servida de diferentes maneiras;
  • Eu compro legumes e verduras cortados e prontos para consumo. São mais caros, mas eu preciso apenas abrir o pacote e servir. Eliminam a cansativa etapa de lavar, secar, guardar e garantem que a família coma comida fresca e saudável;
  • Delegue essa missão para outro adulto. Se não tiver outro adulto - ou outro adulto que cozinhe -, dê uma de cara de pau e se convide para almoçar com os filhos nas casas daquelas tias que faz muito tempo que você não visita, por exemplo;
  • Eu encho a fruteira de maçã e banana. Elas são ingredientes fáceis para panquecas práticas, para deliciosos crumbles, para sorvetes práticos;
  • De vez em quando, recorro a sucos para oferecer um pouco de frutas aos filhos. Há vários sucos processados que são integrais, deliciosos e sem açúcar adicionada;
  • Não cozinhe. Peça no delivery ou saia para comer fora. Eu prefiro a última opção porque não tenho sequer o trabalho de lavar a louça;
  • Olhe livros de receitas e assista programas de culinária para reacender o prazer de cozinhar;
  • Volte a cozinhar aos poucos para se acostumar com a cozinha novamente;
  • O legal mesmo é perceber porque ficou com preguiça da cozinha para tentar mudar e voltar para os fogões, para os temperos e para a deliciosa cebola fritando no azeite!

 

Um beijo,

Patrícia

(Fotos: Arquivo pessoal)