Dentro de Casa

Dance com os personagens Disney

Mais que divertir, dançar é um belo exercício, estimulante para os adultos e crianças. Confira alguns ritmos que aparecem nos filmes para escolher qual combina mais com a sua família

Dance com os personagens Disney

Dançar queima calorias, desenvolve os movimentos, fortalece os músculos e, ainda, faz bem para a cabeça. Sem dúvida, uma bela ideia de esporte para qualquer pessoa, de qualquer idade. Mesmo para adultos que jamais dançaram, nunca é tarde para aprender um novo ritmo.

E tem ritmo para todos os gostos! O difícil é identificar qual combina melhor com você ou com seus filhos, não é?

Para facilitar, confira alguns dos ritmos de dança que aparecem nos filmes da Disney. Assim você vai entender um pouco melhor como é o requebrado de cada um e descobrir com qual vocês vão se dar melhor!

Valsa

Presente em quase todos os clássicos, é o ritmo mais romântico, ideal para casais. Os passos são bem simples, mas cheios de elegância. Pode até ser que não se dance mais valsa como antigamente mas, ainda assim, é o ritmo mais pomposo, presente nos grandes eventos, como formaturas, bailes de debutantes e casamento. E ainda transforma qualquer dançarina em uma princesa!

Balé

Dê tchau para seus preconceitos. Como dá para ver pelos crocodilos e hipopótamos do clássico Fantasia, qualquer um pode dançar balé! Independente do físico, sempre é possível aprender e pegar o jeito da mais clássica das danças. Para as crianças, é legal começar desde cedo, para desenvolver bem os movimentos e a elasticidade do corpo. Mas se você já é adulta, também é tempo de experimentar. Inclusive, hoje várias escolas estão formando turmas de iniciantes para adultos! A blogueira Daniella Folloni é uma das adeptadas da "balleterapia".

Hula

A dança havaiana conhecida como Hula é baseada na interpretação de um texto poético com movimentos que representam elementos da natureza. A gente conhece mais o movimento das mãos e dos quadris que lembram ondas, mas a Hula de verdade vai muito além, com passos elaborados e bem ritmados, como dá para perceber bem no filme Lilo & Stitch.

Dança cigana

O ritmo alegre e cheio de entusiasmo dos ciganos mistura alguns movimentos das danças árabes com passos mais marcados e palmas, além do uso dos tecidos e da saia colorida como complemento para o estilo. Como a cigana Esmeralda mostra em O Corcunda de Notre Dame, juntar um olhar sedutor à dança pode deixar o ritmo também bem sensual!

Pop

Quem não adora ver os clipes supercoreografados, como das divas Beyoncé ou Madonna? Os passos parecem sempre difíceis, mais é divertidíssimo conseguir aprender uma coreografia de pop. O essencial, como as musas de Hércules mostram em suas danças, é combinar (bem!) os movimentos das mãos e dos quadris e, claro, sincronizar (bem!) os passos de todas a bailarinas, para que o conjunto fique (bem!) harmonioso.

Cabaret

Apesar de ligarmos o estilo dos cabarés diretamente com a sensualidade exagerada, os estilos de dança usados nas apresentações podem ser megaelaborados, como a ratinha Kitty Rata mostra em sua apresentação em O Ratinho Detetive. Boa parte das coreografias são fortemente influenciadas pelo jazz. Elas trazem passos complexos que mesclam balé clássico e dança contemporânea, com um toque sensual na medida certa. Uma opção ideal para as mulheres mais ousadas!

Sapateado

Se seus filhos manifestam interesse por dança, essa é uma ideia que meninos costumam adorar! Tanto que lá em 1964, quando foi feito o filme da Mary Poppins, era mais difícil que homens quisessem dançar. Mesmo assim a coreografia dos limpadores de chaminé com sapateado foi um sucesso! O ritmo mescla o dançar com fazer música, já que os sapatos ajudam a marcar o ritmo da coreografia. Meninas também podem fazer e vão amar. É um estilo de dança que rende coreografias divertidas e marcantes para apresentações e trabalha muito a coordenação motora!

Flamenco

É claro que a versão espanhola de Buzz iria dar uma palhinha de flamenco em Toy Story, afinal a dança é um dos símbolos da Espanha. É uma tradição folclórica cheia de influências ciganas e árabes. Ela mistura movimentos das costas, braços e quadris criando um ar de mistério e sensualidade. É possível dançar sozinha ou em pares e o ritmo vai ser sempre bem marcado pelo violão... Ah! Você ainda vai poder usar as castanholas.

Dança de salão

Essa é uma ótima opção para casais que querem dançar juntos e fazer sucesso nas festas. Assim como Tiana e Naveen, em A Princesa e o Sapo, dá para dançar facilmente de improviso, com muitos rodopios e um clima romântico. As aulas de dança de salão costumam ensinar vários ritmos, indo do samba ao bolero.

Independente do ritmo

A verdade é que, quando a música toca, ninguém consegue ficar parado – nem os personagens, nem você. Aumente o som e comprove!

 

(Imagens e vídeos: Acervo Disney)