Dentro de Casa

Dica de leitura: O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá

Por Samantha Shiraishi
@maecomfilhos

A história nos permite apresentar lentamente às crianças algumas das dificuldades, alegrias, sofrimentos e vitórias que são naturais – e que certamente eles vivenciarão em suas vidas

Dica de leitura: O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá

Ler em família não pode ter aquele gosto forçado de “tomar óleo de fígado de bacalhau” para crescer forte e saudável, tem que ter o sabor da fruta preferida colhida no pé e aproveitada no final de uma tarde feliz com quem a gente ama. Tem que ser tão bom que funciona de forma espontânea e natural.

Mas quando eu era criança não era assim. A gente não tinha mil livrarias maravilhosas para pegar, ler, cheirar e aprovar os livros antes de comprar e os poucos títulos infantis eram verdadeiros tesouros.

Como eu morava no interiorzão do Paraná, sonhava olhando uma revista que vendia livros num sistema de associação - o Círculo do Livro. E tinha um título que me chamava atenção: O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá. Hoje eu sei que o escritor era Jorge Amado e os desenhos do grande ilustrador Caribé, mas na época, era a idea do casamento improvável destes dois que me fazia querer o livro. Tanto pedi que ganhei, com dedicatória especialíssima da minha mãe e tudo mais que tinha direito.

“À minha querida fofinha Samantha, todo o carinho da mamãe, desejando que o seu amor pelos livros seja o mesmo que o meu.”

Apesar de tão antigo (eu o ganhei em 1982, imaginem!) este livro continua sendo um dos que eu indico sempre para quem me pergunta sobre literatura infantil para crianças curiosas, inteligentes e que pensam além.

Jorge Amado foi ele mesmo e criou uma história infantil sem ser infantilizada, bonita e curiosa, além de uma ode à tolerância e à realidade de que o mundo só vai melhorar quando aceitarmos as nossas diferenças.

“O mundo só vai prestar
Para nele se viver
No dia em que a gente ver
Um gato maltês casar
Com uma alegre andorinha
Saindo os dois a voar
O noivo e sua noivinha
Dom Gato e Dona Andorinha”

Um outro detalhe que vale para os pais que encararem esta leitura com seus filhos: a história de amor acompanha as estações do ano e nos permite apresentar lentamente às crianças algumas das dificuldades, alegrias, sofrimentos e vitórias que são naturais – e que certamente eles vivenciarão em suas vidas.

comentarios livros, leitura