Dentro de Casa

O esporte na decoração do quartos dos filhos

De futebol a esqui, não vão faltar ideias para repaginar o cantinho do seu garoto

O esporte na decoração do quartos dos filhos

Das preferências das crianças, geralmente, surgem boas ideias para elaborar a decoração do quarto. Temas relacionados a atividades esportivas são muito bem aceitos e, em alguns casos, dão o toque radical que muitos meninos curtem.

Mas (atenção!) é indispensável identificar se o gosto do filho por algum esporte é verdadeiro e não apenas empolgação de momento, para evitar mudanças no ambiente em um curto espaço de tempo. 

A escolha das cores é um passo importante, então, avalie a melhor paleta e siga-a para não se perder. Ao eleger o azul como principal, por exemplo, defina outras tonalidades auxiliares que combinem e que vão valorizar a cor de destaque.

A iluminação também faz parte da decoração e pode criar um clima aconchegante ao quarto. Para obter um efeito confortável, vale apostar em luz indireta, luminárias, plafons e iluminação embutida em sancas.

A seguir, apresentamos quartos que retratam muito bem a paixão de seus donos pelos esportes. Confira e inspire-se!

Arremesso certeiro

Os arquitetos Marcelo Sesso e Débora Dalanezi, da Sesso e Dalanezi Arquitetura + Design, transformaram o quarto de 8 m2 (fotos acima e abaixo) em um tributo ao basquete, mas sem deixar de lado o lúdico e a vibração positiva que um ambiente infantil deve apresentar.

A opção foi enfatizar a cor laranja, que representa a bola típica do esporte e oferece um toque alegre. A parede de lousa é um dos pontos altos, porque serve como placar dos “jogos” ou pode ser usada em outras brincadeiras.

Os profissionais definiram que a decoração deveria ser divertida e flexível. Como explicam, o piso coberto por uma resina autonivelante de pouquíssima espessura recebeu o desenho artístico de uma bola de basquete e da cesta, o que ficou bastante personalizado.

Para os radicais

Mesclar duas paixões de um garoto de 14 anos: o skate e a gaita. Esse foi o desafio da designer de interiores Gisele Busmayer e da técnica desenhista de arquitetura Carolina Reis, do Studio Gisele Busmayer & Carolina Reis, ao projetarem um quarto de 30 m2.

Junto ao grande painel branco de madeira, que faz as vezes de cabeceira da cama, a parede é tomada por um desenho realizado em plotagem, cujos temas são justamente o esporte e a música.

“Acho indispensável o uso da plotagem ou do papel de parede para tematizar um ambiente, pois, ao optar apenas por objeto decorativo ligado ao tema, ele pode ser facilmente retirado do local, quebrando a linha do projeto”, justifica Gisele.  

Cantinho de craque

Para apoiar a paixão do seu cliente-mirim por futebol, a arquiteta Érica Salguero buscou itens referenciais para inserir na decoração do quarto. O teto ganhou um rasgo de gesso com luz indireta, emoldurando o adesivo de um campo de futebol, enquanto o detalhe de gesso na parede ao lado da cama estampa um estádio iluminado à noite.

“A iluminação do gesso foi escolhida especialmente para se mesclar à foto, fazendo-a ‘saltar’ da parede para criar um efeito quase 3D”, afirma Érica.

Com 12 m2, o cômodo possui ainda uma área de estudos, equipada com estante em zigue-zague com escrivaninha embutida e iluminada com fitas de LED. Ali, a bola é a estrela e fica em destaque na prateleira.

Os reis da bola

Os dois irmãos que dividem o mesmo quarto de 20 m2 também têm um gosto em comum – o futebol. Embora a decoração seja temática, o arquiteto Marcelo Rosset prezou por elementos sóbrios, modernos e que não se tornassem cansativos com o tempo.

O tapete é um item de destaque no ambiente, por ser composto por vários polígonos nos tons azul-claro, azul-escuro e branco, remetendo à bola. “O quarto segue o tema proposto pelos irmãos, mas não de forma tão óbvia”, explica Rosset.

Ele orienta que é importante escolher almofadas, papéis de parede e objetos relacionados ao esporte escolhido pela criança. “Faça uma boa composição de cores e preocupe-se com as proporções dos móveis para que tudo fique harmônico”, ensina.

Aventura na neve

O pré-adolescente que adora realizar manobras radicais na neve ganhou um quarto perfeito para matar a saudade de seu esporte favorito enquanto está aqui no Brasil. No alto da parede, a designer de interiores Jóia Bergamo adesivou fotos do menino esquiando para dar o clima principal do cômodo de 15 m2.

A cabeceira de couro da cama, o tapete e o conjunto de edredom e capas são cinza, cor atemporal e que cai bem para qualquer idade. O amarelo – tonalidade predileta do menino – aparece na marcenaria e em alguns detalhes decorativos.  

“A iluminação com fibra ótica acima da cama imita o céu estrelado”, esclarece a profissional.

A vez do ciclista

O ambiente de 9 m2 projetado para uma criança de 5 anos foi inspirado nas bicicletas, que receberam a companhia de cores alegres e elementos geométricos – ideal para essa fase de desenvolvimento dos pequenos.

O quarto assinado pelas arquitetas Luciana Olesko e Maria Fernanda Lorusso, para a Mostra Sonhos de Ninar, tem estilo moderno e despretensioso, com rodas e pneus de bicicleta pendurados nas paredes e papel de parede colorido e com as letras do alfabeto.

O beliche foi especialmente pensado para que a criança possa ter espaço de estudo e também receber os amigos para brincar e descansar.

O ambiente pode ser alegre, mas não precisa ser pesado. Aqui, por exemplo, foi utilizado um espelho anexo ao forro de gesso dar sensação de amplitude, como lembram as arquitetas.

(Fotos: Bruno Cocozza [basquete – Sesso e Dalanezi Arquitetura + Design], Marcelo Stammer [skate - Studio Gisele Busmayer & Carolina Reis; ciclismo - Luciana Olesko e Maria Fernanda Lorusso], Marcio Irala [esqui – Jóia Bergamo], Marcos Antonio [futebol – Marcelo Rosset], Rômulo Fialdini [futebol – Érica Salguero]/ Divulgação)