Disney Baby

10 coisas que você pode ter esquecido sobre recém-nascidos

O tempo passa rápido e nos esquecemos dos desafios e das delícias dos primeiros meses de um bebê

10 coisas que você pode ter esquecido sobre recém-nascidos

Você pode ter um filho pequeno, de dois ou três anos, até que nasce mais um, ou quem sabe um sobrinho. Aí você nota como já se esqueceu de um monte de coisas sobre recém-nascidos. Veja 10 delas:

1. O quanto eles dormem

Não me entenda mal, qualquer mãe de recém-nascido sofre com a privação de sono. Eles podem não dormir durante muito tempo, mas parece que estão cochilando o tempo todo.

2. Seus barulhinhos

Esses grunhidos fazem com que os pais fiquem imaginando como serão as primeiras palavras dos pequenos.

3. O sentimento de ter um recém-nascido dormindo em seu peito

Em outras palavras, o melhor sentimento do mundo!

4. A importância do cocô

Depois que seu filho já fala tudo que quer, como quando está com fome ou que está com dor de barriga, é difícil lembrar como é com um recém-nascido. Nos primeiros meses, o melhor indicador de saúde está nas fraldas, o que faz do cocô um dos assuntos mais comentados entre as mães.

5. Aquele momento em que seu marido se torna um pai

Há algo indescritível em olhar para a pessoa que você ama e depois amar a pessoa que ela se tornou. Observar um pai vendo seu filho pela primeira vez é incrível, colocando o bebê em seu peito, suspirando, beijando o nariz, pegando seu pezinho.

6. Os desafios de amamentar

Por ser algo natural, no fim não parece tão instintivo... mas com o passar do tempo vai ficando cada vez mais fácil (para parte das mães, ao menos).

7. A maciez

A vontade é de pode aconchegar aquele corpinho macio, passar a mão naquelas mechas de cabelo e olhar aquele lábio enrugado para sempre.

8. O jeito que olham para a mãe

Mesmo com a visão embaçada e sem foco, os pequenos sabem quem é a mamãe.

9. Eles são tão pequenos

Tudo é superminúsculo, as mãos, os pés, as orelhas, a boca os dedinhos. Dá uma saudade!

10. As dobrinhas

E mesmo que eles cresçam altos e esbeltos, dá para ver aquela barriguinha que faz você lembrar do recém-nascido que um dia foram. Dobrinhas nas coxas, nos braços... não dá para aguentar.

Por Michelle Horton (texto original)

(Foto: Getty Images)