Disney Baby

8 perguntas que toda grávida faz

A gestação é um momento de muitas mudanças e descobertas e permeada de dúvidas

8 perguntas que toda grávida faz

Assim que a mulher recebe o exame positivo para gravidez, depois da euforia, vem uma enxurrada de dúvidas e muitas perguntas pairam em sua cabeça. Do desenvolvimento do bebê, passando por questões de relacionamento e até estética, muitas são as respostas buscadas.

Foi exatamente o que aconteceu com a artista plástica Maira Pinheiro Duarte, que ficou com muito medo de não conseguir amamentar sua filha. “Eu havia feito redução de mamas quando era adolescente ainda e, na gravidez, ouvi muitas mulheres dizendo que isso era impeditivo para a amamentação. Mesmo com meu ginecologista falando o contrário, fui buscar a opinião de um cirurgião plástico. No fim, amamentei lindamente minha filha, que hoje está com 4 anos”, conta.

Pensando em ajudar a acabar com as dúvidas das futuras mamães, conversamos com um time de especialistas que contou para Disney Babble quais são as perguntas que as mulheres mais fazem em seus consultórios e, claro, nos deram todas as respostas. Confira!

É normal perder a libido durante a gravidez?

Segundo a ginecologista e obstetra Mariana Halla, é bastante frequente a perda da libido durante o período gestacional, devido às alterações hormonais. “Nessa fase, a mulher produzirá uma grande quantidade de progesterona, hormônio importante para a manutenção da gestação, e terá uma menor quantidade de testosterona, o principal responsável pela libido. Mas isso não é uma regra e algumas mulheres podem se sentir mais sexy e ter aumento da libido também nessa fase”, afirma. O mais importante é saber que essas alterações são transitórias e o apoio do parceiro é fundamental para uma boa evolução desse período.

Será que vou aguentar a dor do parto?

Essa é uma dúvida muito comum, principalmente durante a primeira gestação, afinal, tudo é muito novo e desconhecido. “Atualmente, temos uma grande variedade de técnicas de alívio da dor, como a analgesia de parto. Nesse caso, a mulher recebe uma raquianestesia ou esta associada à peridural (o chamado duplo bloqueio) e poderá continuar se movimentando durante o trabalho de parto. Outras técnicas de melhora das dores envolvem banho em chuveiro ou de imersão, massagens, bola suíça, apoio psicológico, aromaterapia, técnicas de relaxamento, acupuntura, entre outros”, explica Mariana.

Meus dentes vão ficar mais frágeis durante a gestação?

Muitas pessoas acreditam nessa teoria, mas não existe uma maneira de o dente – que já está totalmente formado – ceder o cálcio para a formação dos ossos do bebê.  “O que realmente ocorre é que, com a mudança hormonal da gestação, o pH da saliva é alterado, deixando uma maior facilidade de ocorrência de cáries. Outro fator que contribui muito para a formação da cárie, durante esse período, é a ingestão de uma maior quantidade de alimentos, mais vezes ao dia, sem que haja escovação após cada ingestão, baixando ainda mais o pH da saliva e facilitando a formação das cáries”, explica a dentista Valéria Baraldi.

Como posso cuidar da minha gengiva para não ter problemas na gestação?

É necessário que sempre haja uma boa higienização após todas as refeições, usando escova, creme e fio (ou fita) dentais. “Também é importante salientar que revisões periódicas no dentista devem ser feitas conforme a orientação profissional, que pode achar que um acompanhamento mais de perto venha a ser necessário”, afirma Valéria Baraldi. 

É normal ter muita espinha na gestação? Como amenizar isso?

Durante a gestação é comum o aparecimento de acne devido à mudança hormonal natural do período. No entanto, nem todas as substâncias e medicamentos utilizados no tratamento da acne podem ser prescritos para gestantes. “Alguns antibióticos e ácidos presentes em cremes não podem ser utilizados. Podemos citar o ácido azeláico como uma substância liberada no controle da acne gestacional, porém, também sob orientação e acompanhamento do dermatologista”, explica o dermatologista Gabriel Sampaio.

Como evitar estrias e quais cremes não posso utilizar na gestação?

As estrias na gestação acometem principalmente seios, abdome e área do quadril, coxa e nádegas nas mulheres que apresentam maior ganho de peso. Portanto, a prevenção maior é feita com hidratação da pele e controle do peso durante gravidez. “A hidratação da pele é muito importante, pois retarda e previne o rompimento das suas fibras elásticas, fortalecendo-a no processo de estiramento e distensão. Quando elas surgem, os ácidos comumente usados (como o ácido retinóico, por exemplo) não podem ser utilizados durante a gravidez”, enfatiza Gabriel Sampaio.

Minha pele da barriga vai voltar ao normal depois do parto?

Segundo o cirurgião plástico Luiz Anizio Wanna, na maioria das vezes, sim. No entanto, algumas mulheres podem apresentar sequelas, como abertura da musculatura abdominal, estrias, flacidez e excesso de pele. “Nesses casos, é possível fazer a correção por meio de uma abdominoplastia com a plicatura (amarração) da musculatura”, explica.

Fiz redução de mama. Vou conseguir amamentar?

Claro que sim! “Quando se faz a redução das mamas, mantemos uma grande quantidade de glândulas mamárias e isso permite amamentar tranquilamente”, enfatiza o cirurgião plástico Luiz Anizio.

(Foto: Getty Images)