Disney Baby

Avós: elas são fundamentais na vida de um filho

Por Nívea Salgado
@Mildicasdemae

Quando nasce uma criança, nasce uma mãe. E também uma avó! Ainda bem que elas existem para nos salvar nos momentos em que mais precisamos!

Avós: elas são fundamentais na vida de um filho

Quando eu estava grávida, algumas amigas que já haviam tido filhos me disseram: "Sorte a sua, por ter mãe e sogra morando na mesma cidade. Isso não tem preço! Você não imagina a dificuldade de tê-las à distância". Elas falavam por conhecimento próprio, pois moram em São Paulo, e suas famílias são do interior. Confesso a vocês que na época, eu não tinha a real dimensão do que elas estavam dizendo. 

Eu sempre fui uma pessoa independente, mesmo morando na casa de meus pais até o casamento. Comecei a trabalhar com 18 anos justamente para pedir o menos possível. Na minha cabeça, meus pais ainda tinham minhas irmãs mais novas para criar; assim, eu ajudaria se desse conta das minhas coisas.

O tempo passou e o desejo de independência só cresceu. Casei, engravidei e pensava que eu seria o bastante para minha filha quando ela nascesse (na cabeça, sempre martelando o pensamento de que eu deveria dar conta de tudo sozinha).

Enfim, Catarina nasceu. Um bebê que chorava dia e noite. Que teve cólicas, refluxo e todas as dificuldades comuns aos primeiros meses de vida. E aí eu descobri que toda a independência de que eu me gabava não estava servindo de nada!

Lembro-me, certa vez, em que minha filha chorou por quase duas horas sem cessar. Eu já havia amamentado, trocado a fralda, tentando entretê-la, sem sucesso. Quando estava a ponto de chorar por não conseguir resolver o problema, minha mãe chegou e a pegou no colo. Instantaneamente ela se acalmou e dormiu!

A partir daquele momento eu me rendi a uma série de conhecimentos que eu não sabia. E percebi que minha filha só teria a ganhar se eu abrisse espaço para o amor das avós. 

Nesses três anos de minha filha Catarina, minha mãe e minha sogra foram fundamentais em diversos aspectos. E, para homenageá-las, fiz uma listinha, que mostro a seguir:

- Aprendi com elas que uma avó é uma espécie de super-heroína que salva a pátria quando a mãe ficou noites sem dormir ou quando precisa trabalhar e o filho está doente.

- Que atende o telefone às 3h da manhã só para dizer que a febre do seu filho vai passar.

- Que ensina que amido de milho é uma forma caseira de combater assaduras (antiga e que funciona de verdade!).

- Que fica com o bebê quando, depois de meses, você finalmente decide que é hora de ter um jantar sozinha com seu marido.

- Que te espera sempre com um sorriso, quando você chega para almoçar aos fins de semana.

- Que faz as receitas que seu filho guardará na memória como as mais deliciosas do mundo.

- Que te mostra quando você está sendo condescendente demais (e que seu filho sofrerá no futuro se não aprender o certo desde pequeno). Ou que você está cobrando demais para uma criança ainda tão nova.

- Que te coloca no colo e diz que vai passar, quando você vê seu filho sofrer e acha que não vai suportar.

Às avós de Catarina, o meu sincero agradecimento. Que bom que minha filha poderá aprender com mulheres tão fortes e com tanta sabedoria de vida.

 

comentarios avó, maternidade, crianças