Disney Baby

Bebê pode pegar praia?

Descubra a idade ideal para levar seu pequeno para a beira do mar e que cuidados são indispensáveis para protegê-lo do sol, da água salgada e da areia

Bebê pode pegar praia?

O verão está batendo à porta e apostamos que tem um monte de mamães por aí loucas para levar o bebê pela primeira vez à praia.

Esse passeio de estreia tem tudo para ser incrível, mas não dá para esquecer de alguns cuidados fundamentais para proteger seu pequeno (ou pequena) de alguns riscos oferecidos pelo sol, pela areia e até pela água do mar.

“Devido à pele sensível dos bebês, quanto mais precoce a ida à praia, maiores são os riscos pela exposição solar. Podem ocorrer queimaduras, desidratação, insolação e até mesmo um maior risco de câncer de pele no futuro”, afirma o médico pediatra Thales Araujo, que atua no Hospital Daniel Lipp, no Rio de Janeiro.

Não existe uma regra fechada, mas a maioria dos pediatras concorda que o momento ideal para levar o bebê à praia é a partir dos 6 meses de vida.

“Bebês menores de 9 meses poderão fazer um curto passeio à beira-mar, antes das 10 horas ou depois das 17 horas, dentro do carrinho, protegidos do sol e por cerca de 15 a 20 minutos”, recomenda o médico pediatra Marcos Carvalho de Vasconcellos, que dá aula na Faculdade de Medicina da UFMG.

Para as crianças a partir de 9 meses, um breve contato com a água (também nos horários de menor incidência do sol) já é liberado, segundo o especialista. Mas os pais devem tomar cuidado com o contato com a areia que, num piscar de olhos, vai parar dentro da boca da criança, com aquelas mãozinhas superespertas e ligeiras.

Outro fator bastante importante a ser considerado pelos pais é o tempo de exposição solar. “Para os bebês menores, não deve passar de 15 minutos. Já para as crianças maiores o ideal é não ficar mais de 1 hora no sol”, alerta Thales.

Confira alguns dos principais cuidados a serem tomados pelos pais que vão levar os bebês para a praia:

  • Guarda-sol é item indispensável. Ele funciona como uma barreira física à incidência direta do sol. Se já é necessário para qualquer pessoa, é ainda mais importante com crianças pequenas.
  • Use e abuse do protetor solar. Existem produtos indicados especialmente para crianças pequenas. “São filtros que possuem apenas óxido de zinco e dióxido de titânio, os conhecidos produtos baby”, explica Thales. Ele acrescenta que a aplicação deve ser feita 15 minutos antes da exposição ao sol e 30 minutos antes da imersão na água, com reaplicações a cada 2 horas e depois de sair da água.
  • Hidratação e alimentação são tudo! Dê sempre à criança opções de líquidos para que ela não corra o risco de desidratação. "Ofereça bastante água, sucos naturais, água de coco e tome muito cuidado com os alimentos. Evite alimentos vendidos sem refrigeração e acondicionamento adequados”, recomenda Marcos.
  • Não descuidar da troca de fraldas. Atualmente, existem modelos de fraldas descartáveis que não desmancham na água. Na hora da troca, os especialistas advertem: não deixe o bebê em contato direto com a areia. Faça as trocas em cima de uma toalha limpa e guarde as fraldas sujas para descarte em um local adequado.
  • Atenção para a bolsa do bebê. Fraldas, troca de roupa, água fresca, toalha, brinquedos e protetor solar são apenas alguns dos itens que não podem faltar na praia para os pequenos. Veja aqui uma lista com tudo o que você precisa levar na bolsa de praia para garantir um passeio tranquilo e confortável para seu bebê.
  • Escolha uma praia adequada para os pequenos. Existem diversas opções de praias mais calmas e tranquilas, ideais para os pais que passeiam com crianças pequenas. A Praia do Forte, na Bahia, e a Barra do Sahy, em São Paulo, são boas opções. Confira outras 8 praias recomendadas para os pequeninos.

 

E para não esquecer de levar nada para a viagem para a praia com a família, confira o checklist de itens importantes, que não podem ser deixados para trás. Aí é só curtir. Boa viagem!

(Foto: Getty Images)