Disney Baby

Como definir limites para as crianças

Saiba como encontrar caminhos para educar seus filhos com respeito, tolerância e correção na medida certa

Como definir limites para as crianças

Educar é um trabalho constante e bastante cansativo. O tempo todo nos deparamos com situações que seriam rapidamente resolvidas se apenas deixássemos as crianças fazerem o que elas querem. Mas, como seus pais, devemos colocar limites, ensinar bons comportamentos e mostrar os melhores caminhos a serem seguidos.

Isso não significa que seu filho não poderá escolher seus próprios rumos. O que queremos dizer é que a educação é um cuidado de amor, através do qual nós procuramos ajudá-los a se tornarem pessoas melhores e responsáveis para que possam aproveitar o melhor que a vida tem a oferecer.

A falta de controle, aliás, assusta e gera insegurança nas crianças. Para elas, o limite é um ponto de apoio que lhes oferece confiança enquanto exploram o mundo. O limite também a ensina a respeitar os outros, e, portanto, a respeitar a si mesma.

Como estabelecer regras

A imposição de um limite não significa punir a criança, mas educá-la, ou seja, modificar o comportamento incorreto. Com o tempo a criança entende que um "não" tem a ver com algo que ela fez de errado.

Para isto, é preciso evitar frases que a rotulem, como: "Você é uma criança ruim". Em vez disso, diga: "Você fez algo errado". É difícil e cansativo, mas é possível e necessário educar uma criança para evitar problemas futuros.

Algumas dicas são valiosas para criar filhos responsáveis e de acordo com os limites que você estabeleceu:

(Foto: Getty Images)

1
Persevere e terá sucesso
Às vezes, devido à constante insistência da criança, você acaba cedendo aos seus caprichos. Acontece que, no futuro, ela saberá como manipulá-la em casos semelhantes para conseguir o que deseja. Portanto, se for tomada uma decisão, mantenha-se firme, coerente, consistente e não ceda às exigências.
2
Cumpra sua palavra
Cumpra-as ou elas não serão mais levadas a sério e terminarão sendo palavras vazias. Por exemplo, mude o "Você não vai comer doces durante toda a semana" por "Hoje você não poderá comer mais doces". Assim fica mais fácil levar adiante.
3
Recompensas válidas
Quando seu filho se comportar bem, diga que ele o fez. Dessa forma, você reafirma e estimula o seu bom comportamento.
4
A repetição ajuda
Enquanto a criança é pequena, é necessário repetir muitas vezes a diferença entre um "sim" e um "não", para que ela fixe a diferença.
5
As birras dos pequeninos
A idade dos 2 anos é caracterizada pelas famosas "birras" porque, muitas vezes, a criança se sente frustrada por não ser capaz de expressar suas necessidades verbalmente. Diante de uma birra de seu filho, tente entender o que está acontecendo. Pode ser que ele precise ser consolado e compreendido.
6
Seja o melhor exemplo
A criança aprende observando, especialmente os pais, que são o seu modelo. Por isso, não podemos exigir que ela faça algo que nós também não fazemos. Devemos ser o melhor exemplo para nossos filhos, sempre, mas eles também precisam saber que estamos sujeitos a erros. Sempre que isso acontecer, devemos pedir desculpas e explicar que deveríamos ter agido de outra forma.