Disney Baby

Cuidados com os dentes durante a gravidez

A saúde bucal é um assunto de extrema importância para as gestantes, que devem fazer acompanhamento trimestral

Cuidados com os dentes durante a gravidez

Você sabia que o cuidado com os dentes é um detalhe que as mulheres devem dedicar bastante atenção durante a gravidez? Se as visitas ao dentista já devem ser periódicas na rotina de qualquer pessoa, para as gestantes, precisam fazer parte do checklist básico de consultas.

Isso porque descuidos com a saúde bucal podem afetar o andamento esperado da gravidez. Segundo a dentista Marcela Tappiz, tal situação ocorre devido aos altos níveis hormonais durante a gestação, problemas relacionados aos tecidos de suporte, como gengivas e ligamentos periodontais, que podem gerar partos prematuros.

Porém, apesar de ser indicado que as mulheres façam consultas de prevenção com o dentista durante a gravidez, o ideal é que elas consultem o especialista para procedimentos mais elaborados antes de engravidar, uma vez que existem intervenções que devem ser evitadas durante a gestação.

No entanto, caso seja necessário algum procedimento invasivo durante os 9 meses de espera do bebê, o período mais indicado para uma grávida realizar um tratamento odontológico é o segundo trimestre de gestação. “É entre o 4º e 6º mês, quando o desenvolvimento do feto é menor", comenta a dentista.

Dentre os procedimentos que devem ser evitados durante a gravidez estão os de extração dentária, cirurgias periodontais e implantes, que podem ter respostas inesperadas do organismo devido ao aumento do nível hormonal.

Esse foi o caso de Vivian Peres, comunicadora de 35 anos, que procurou o dentista durante a gravidez para prevenção, uma vez que ela sabia que a consulta era importante como parte do pré-natal.

“Em minha visita, a dentista fez uma limpeza e percebeu que eu estava com uma possível cárie, mas preferiu não fazer o raio X para avaliação, pois trata-se de um procedimento que não faz bem para o bebê", lembra.

Além disso, a especialista Marcela Tappiz afirma que também é recomendado evitar o uso de anestésicos com vasoconstritores nos procedimentos, pois podem causar contração intrauterina, chegando ao parto prematuro.

"Quanto aos medicamentos não recomendados, o mais indicado é conversar com o obstetra da paciente, uma vez que os tratamentos na área da saúde durante a gravidez  devem ser multidisciplinares, envolvendo muitas áreas em ações conjuntas", afirma a dentista.

Entretanto, é preciso estar ainda mais atenta! Durante a gestação, problemas bucais - principalmente os relacionados à gengiva, como a gengivite - são mais recorrentes, podendo evoluir para problemas mais graves com velocidade acelerada.

Para evitar problemas inesperados, as ações de higiene bucal e de alimentação básicas devem ser mantidas pelas gestantes. "Isso quer dizer escovar os dentes sempre após comer e não esquecer de passar o fio dental", lembra Marcela.

(Foto: Getty Images)