Disney Baby

Lidando com o ciúme do filho mais velho

Por Jorge Freire Jr.

Quando a inveja entre irmãos aparece, como devemos agir?

Lidando com o ciúme do filho mais velho

Tínhamos uma preocupação enorme se o meu filho mais velho sentiria ciúme quando nossa filha nascesse. Por isso, durante a gravidez, todo dia conversávamos sobre a importância que ele tinha para nós.

Quando ela nasceu, ficamos aliviados. Foi lindo ver o amor que ele sentia por aquele bebê que tinha acabado de conhecer. Achávamos que não teríamos problema com o ciúme e confesso que até relaxamos um pouco sobre isso.

Minha filha agora está com 10 meses e começou a engatinhar. Está indo para todos os lados, pegando tudo e os cuidados com ela foram triplicados. E foi nesse momento que o ciúme começou a aparecer no meu filho.

Ele está irritado com a pequena. Quando passa, faz questão de dar uma pequena trombada nela e está, até mesmo, com mania de imitar voz de bebê.

Sintomas claros de ciúmes!

O primeiro passo para acabarmos com esse sentimento é retomarmos o que fazíamos antes: manter o meu filho informado.

Ao pegar minha filha no colo, ao preparar a comida dela - que geralmente é um pouco diferente da refeição do resto da casa -, quando ela ganhar um presente de um amigo ou parente, devemos sempre explicar a razão de tudo.

Fazendo isso, estamos mostrando ao nosso filho que estamos respeitando-o e o trazendo para dentro da família. E se unirmos isso à participação dele, melhor ainda!

Na hora da comida - e logo teremos um vídeo sobre isso por aqui -, deixe que o mais velho ajude. Mostre que ele é útil e que pode cuidar - com supervisão - da irmã mais nova.

Começamos a agir assim e o ciúme diminuiu muito. 

Precisamos ficar sempre alertas e preparados, pois esse sentimento não é bacana e o dever dos pais é sempre manter a harmonia dentro de casa.

E vocês, como tratam o ciúme entre os filhos? Compartilhe aí nos comentários sua história!

(Foto: Arquivo pessoal)