Disney Baby

O inchaço na gravidez

Por Marina Breithaupt

Entenda esse incômodo muito comum, principalmente no final da gestação

O inchaço na gravidez

Começa lentamente: primeiro aperta um sapato, depois vão-se os anéis (trocadilho infame!) e o inchaço pouco a pouco vai se instalando.

É um sintoma que faz parte das dores e delícias de toda doce espera.

Nessa terceira gestação, o inchaço, tecnicamente chamado de edema, demorou pra me achar!

Não inchei quase nada, até o final do oitavo mês. A partir daí comecei a sentir as pernas mais pesadas, as mãos dormentes... Pronto. Pés e mãos de pão!

Você sabe os motivos disso acontecer?

O primeiro ponto importante é que a nossa circulação sanguínea aumenta muito durante a gestação e, além disso, o útero, conforme vai ficando mais pesado, pressiona os vasos sanguíneos.

Por essa razão, é mais comum inchar do final do segundo trimestre em diante, mas isso não é uma regra.

Toda essa pressão para baixo mais as retenções de líquidos empurram muitos fluídos... Daí os pés são o principal destino.

É uma condição normal e costuma passar depois de um período no pós-parto. Nas outras gestações, eu até inchei mais no pós-parto e foi passando.

O que notei foi que o início do meu desconforto se deu na mesma fase em que comecei a abusar de água com gás, que estava tomando para aliviar a azia (pode rir, efeito cascata! rsrsr).

Quando notei os pés mais redondos e o peso nas pernas, li o rótulo da água e descobri um alto (mas alto mesmo!) teor de sódio.

Foi só suspender a  água e o edema começou a diminuir, ficando quase nada. Portanto, por mais comum que isso possa parecer, há medidas que podemos tomar, coisas que devemos evitar para que o edema incomode o menos possível!

Algumas delas:

  • Evite o sódio! Adote menos sal nas refeições e, principalmente, olho vivo nos rótulos. Os produtos industrializados são vilões, principalmente durante a gestação.
  • Use meias de compressão. Acredite, mesmo durante as temperaturas elevadas - aliás a temperatura ajuda no inchaço -, vale a pena fazer esse sacrifício e investir em meias por alguns períodos do dia. Ajuda muito no controle dos edemas.
  • Eleve o pés sempre que possível. Para mim já faz parte da rotina no fim do dia colocar as pernas para cima. Além de aliviar o inchaço, é bem relaxante e um momento só nosso!
  • Drenagem linfática é uma superamiga! Ajuda demais na redução dos edemas. Vale muito a pena investir nela, principalmente na reta final!
     

(Foto: ShutterStock)