Disney Baby

O que avaliar em um destino quando você viaja com bebês

Por Nívea Salgado
@Mildicasdemae

Programando as próximas férias da família, mas em dúvida se o destino escolhido é adequado para seu filho?

O que avaliar em um destino quando você viaja com bebês

Quando minha filha Catarina era bebê, eu tinha muito medo de tirá-la da rotina. Se já era difícil fazer um passeio pelo bairro (e se ela não quisesse dormir no carrinho e ficasse irritada? E se isso atrapalhasse o sono noturno? E se não mamasse direito?), imagine então viajar com a pequena! 

Só que ao mesmo tempo que eu tinha esse receio de que as coisas "desandassem" quando eu a tirava de casa, também sentia muita vontade de ter um pouquinho da minha vida, de antes, de volta. De sair, de ver o mundo, e também de ir a outras cidades e até países. Mas como conciliar isso com o fato de que eu era mãe de um bebê?

Aos poucos fui percebendo que fazer uma viagem com um pequenino não é um bicho de sete cabeças, e que se você fizer boas escolhas (que começam no acerto do destino), a experiência acaba sendo fantástica.

A seguir eu compartilho com vocês algumas dicas que eu coletei ao longo do tempo, e que podem te ajudar a escolher um bom local para as férias com seu bebê. Espero que elas possam te auxiliar, e que depois você volte para contar que se divertiu muito!

1) Facilidade de acesso. Mais do que avaliar a distância da sua casa ao destino, acredito que você tenha que pensar se é fácil chegar lá. Se pretender ir com seu carro, veja se as estradas que terá que pegar são boas, e se têm estrutura em caso de uma parada de emergência (muitas oferecem a chamada casa do usuário, onde você pode até encontrar espaço de amamentação e para trocar fraldas). No caso de precisar de avião, veja quantas horas de voo são estimadas, e converse, inclusive, com o pediatra do seu filho para saber se ele recomenda a viagem (em geral, os médicos preferem que você só faça esse tipo de viagem depois das primeiras vacinas).

2) Resorts são uma boa alternativa. É inegável que a estrutura dos resorts para receber famílias com bebês é diferenciada. Ter uma copa do bebê aberta 24 horas com microondas, liquidificador, fogão é algo bastante útil - e alguns desses hotéis oferecem isso e muito mais! Ao ligar para fazer a reserva, pergunte se o hotel que você escolheu oferece papinhas (assim você não precisa levar as industrializadas), frutinhas, berço no quarto, banheira infantil e carrinho (mas, no caso de viajar de avião, recomendo que leve o seu de casa, pois facilita bastante o transporte no aeroporto).

3) Atenção a restrições alimentares. Não é fácil encontrar um local que ofereça uma boa estrutura para bebês, e pode ser ainda mais difícil se seu filho tiver alguma restrição alimentar. Pense que você terá que levar vários produtos de casa (pode não ser fácil encontrá-los em cidades pequenas) se o hotel que você escolher não oferecer um serviço específico de alimentação que atenda seu bebê (pergunte, alguns oferecem, sim!).

4) Saúde. Outro ponto FUNDAMENTAL quando se viaja com bebês (aliás, com crianças, de uma forma geral). Imagine se, no meio da viagem, seu filho precisar de um médico ou hospital, e você descobrir que não há opção num raio de 100Km? Melhor pensar nisso antes de sair de casa! Mais uma vez, vale uma conversa com o pediatra, para que ele possa recomendar serviços médicos em que confia no seu destino. E também para que você já leve uma receita com os principais medicamentos de que seu bebê possa precisar já na mala.

5) Tente pensar como seu bebê. Se o filhote ainda é praticamente um recém-nascido, que só mama e dorme, não importa muito se há atividades específicas para ele planejadas durante o passeio. Mas você verá que, conforme seu filho cresce, a viagem fica mais divertida se você contemplar lugares que oferecem diversão para os pequenos. Praia é sempre divertido, mas será que seu filho terá o que fazer em uma metrólope? Claro que sim, porém não adianta pensar que ele ficará paradinho num roteiro que inclui os principais museus da Europa. Por isso, dosar o que você quer ver, com o que ele pode aproveitar, é sempre uma boa dica!

(Foto: 123RF)

comentarios férias, viagem, bebê