Disney Baby

Os primeiros 30 dias

Por Marina Breithaupt

Muitas transformações acontecem nesse primeiro mês de vida do bebê, para ele e para os novos pais!

Os primeiros 30 dias

Eu não canso de agradecer pela oportunidade - terceira! - de viver a maternidade outra vez! Ser mãe, aumentar a família, é um presente. Eu gosto de casa cheia; sempre gostei e acho que agora nossa família está completa.

Um mês de Amelie! Um mês que somos 5 convivendo.

Esse início de relação, claro, não foi nada tranquilo. Acho que, quando se tem mais filhos, fica ainda mais turbulento. Mas, olhem, eu gosto de casa cheia, de vida em movimento. Isso não é uma reclamação, não! E, sim, fiquei cansada ao extremo, pensei em voltar no tempo, achei que não daria conta.

Até que... me via sendo observada por olhinhos apaixonantes, percebia a relação entre ela e os irmãos se estabelecendo e ... puf! Todo o cansaço, incerteza, medo ou insegurança sumiam; só ficava o amor.

Não sou a única mãe que passou pelas noites confusas, casa bagunçada e choros sem motivo. Tudo passa e a cada dia as coisas vão se ajeitando - e aquele bebê todo enrrugadinho vai dando lugar a uma bolotinha fofa! Quando me dizem que ser mãe é cansativo, eu nunca discordo, mas é proporcionalmente apaixonante.

Acho até que estou me virando muito bem como mãe de três. Meu maior medo era não dar conta da rotina - às, vezes não dou mesmo, mas e daí? - e fui aprendendo nesses dias que nem sempre a louça estará lavada e as roupas passadas na hora que eu gostaria. Em compensação, meu colo está cheio de amor e é isso que quero guardar de recordação!

Um beijo

(Foto: Arquivo pessoal)