Disney Baby

A primeira de mil noites

Há a noite em claro porque o bebê está com cólica, depois porque seu filho de três anos está com medo, mais para frente o nervoso para as provas...

A primeira de mil noites

A cadeira de balanço range quando você se senta. O zumbido do ventilador está atrás da sua cabeça, e o barulho se funde com a respiração de seu bebê. Lá fora, dá para ver as luzes da rua e as estrelas brilhando em cima de uma avenida vazia.

Isso porque são 3 horas da manhã. Faz dias que você não consegue lavar seu cabelo e seu pijama está manchado de leite. Você está exausta. Não consegue nem pensar com clareza. O tic tac do relógio parece uma provocação. O tempo, por enquanto, parece não passar.

Essa é apenas uma das milhares de noites que você vai compartilhar com seu bebê.

Daqui a pouco chegam as noites de inverno e as febres da madrugada. O bebê em seus braços logo terá três anos e estará com medo de dormir em sua própria cama. Você vai contar uma história, vai lhe dar um beijo de boa noite e esperar até que ele pegue no sono.

Alguns anos se passam. Agora ele tem seis anos, vai fazer xixi na cama e você vai sentar ao seu lado, reconfortá-lo, acalmá-lo e ficar ali com ele.

E haverá outras noites: dor de garganta, pesadelos, insônia e medos. Vai ter a dor do crescimento, provas importantes e decepções amorosas das quais ele não vai querer falar a respeito.

Passando por tudo isso, você estará com ele, na retaguarda, acalmando seus medos, ouvindo suas necessidades.

Ele não caberá no seu colo para sempre, mas o ventilador ainda estará zumbindo, as estrelas estarão brilhando no céu e a cadeira ainda vai ranger quando você se sentar.

Essa é a primeira noite de milhares que virão, da mãe com seu filho, você com ele até amanhecer.

Por Mary Lauren Weimer (texto original)

(Foto: Getty Images)

comentarios bebê, noites, cólica, maternidade, sono