Disney Baby

As primeiras palavras do seu bebê

Um miniguia para ajudar futuros pais a entenderem melhor quando a fala dos pequenos começa e a melhor maneira de ajudá-los a desenvolvê-la

As primeiras palavras do seu bebê

Bebês utilizam o choro para se comunicar e logo conseguimos aprender a identificar o que cada forma de chorar significa: fome, frio, fralda suja, cólicas...

Mas a gente não vê a hora de os pequeninos aprenderem a falar, não é mesmo? – E ainda fica torcendo para que a primeira palavra deles seja: “ma-ma”. Independente do que comece a dizer, ouvir essas primeiras sílabas emociona e faz sentir que eles estão crescendo e começando a descobrir o mundo.

Saiba aqui como e quando começa o desenvolvimento da fala:

  • Aos 9 meses o bebê começa a reconhecer as palavras que dão nome a alguns objetos e a algumas pessoas da família. Ele ri quando você canta, procura com o olhar aquele ursinho de pelúcia quando pergunta onde ele está e segue instruções simples como “vem com a mamãe”.
  • Por volta dos 12 meses, seu bebê já consegue emitir suas primeiras sílabas, como “ma-ma” e “pa-pa”. E elas já são suficientes para dar nome a tudo no mundo, já que têm um sentido muito amplo. Por exemplo, para todos os líquidos num copo, seja leite ou água, ele dizer: “aba”.
  • Aos 18 meses, o desenvolvimento de sua linguagem tem um crescimento muito grande. A criança pode emitir sons complexos, mais parecidos com as palavras e faz isso por imitação.
  • Aos 24 meses, já usa duas palavras para se expressar e conhece mais de 50 delas e expressões. Dentro de pouco tempo, poderá formar frases curtas com a incorporação de verbos.
  • Aos 3 anos, seu vocabulário começa a ficar mais preciso e suas frases, cada vez mais parecidas com as dos adultos.
     

Como estimular seu bebê:

  • Sempre converse com seu filho, desde o nascimento. Conte o que você faz, coloque seu nome na narração: “Mamãe e João vão passear”. Ao trocar sua fralda ou dar banho, narre o que está fazendo: “Agora eu vou lavar as suas perninhas”.
  • Fale com seu bebê para que se acostume com sua voz e com diferentes entonações. Quanto mais você conversar e incentivá-lo para responder, mais cedo ele vai aprender. Elogie o que ele conseguiu, mesmo que sejam pequenos avanços.
  • Imite seus sons, mude o tom e o volume da voz. Estimule-o com novos sons e dê nomes a eles. Quando ele começar a pronunciar as sílabas, repita com calma:“ma-mãe” e “pa-pai” para incentivá-lo a lhe imitar.
  • Leia para seu filho mesmo que ele ainda não entenda - e não é necessário terminar a história. Escolha livros com ilustrações e continue com histórias que permitam a ele prever o que vai acontecer. É bem provável que comece a memorizar seus contos favoritos.
  • No começo, todas as crianças pronunciam mal as palavras e, assim, a família fala do “tetê”, do “au! au!”... Não há importância em nos adaptarmos às expressões da criança, mas é conveniente que os adultos não as utilizem, já que não devemos esquecer que o objetivo é que ela aprenda a pronúncia correta das palavras.
  • As canções e os jogos são excelentes instrumentos para estimular a aprendizagem da fala. Você não precisa ter um amplo repertório e pode acompanhar qualquer atividade com canções.
  • Fale devagar, use palavras simples e frases curtas. Ensine o pequeno a dizer as palavras corretamente e não é recomendável abusar dos diminutivos.

 

As crianças aprendem a falar em ritmos diferentes. Há aquelas que aos 2 anos já podem dizer frases completas, bem à vontade, enquanto há outras que não conseguem isso até os 3 anos. Se seu bebê demonstra interessado pelo que está à sua volta, você não deve se assustar se ele estiver desenvolvendo sua linguagem mais lentamente.

No seu tempo, a criança aprenderá a dar nome às coisas e isso será muito importante para ela. Já pode entender e procurar não apenas a família, mas também um mundo todo que a aguarda para ser explorado, expandindo seu caminho para a sociabilização.