Disney Baby

Quando a mãe também trabalha, o pai cuida (bem) do bebê!

Por Samantha Shiraishi
@maecomfilhos

Neste novo mundo, a gente precisa mesmo ser humilde, contar um com o outro e abrir mão do “poder de mãe” em prol do bem-estar do bebê.

Quando a mãe também trabalha, o pai cuida (bem) do bebê!

Recebi o convite para escrever no Disney Babble num momento muito especial e sui generis da minha vida como mãe: depois de 17 anos de casamento, com 2 meninos quase criados (brincadeira! São meninões de 11 e 13 anos), viramos pais de uma menina. Manu nasceu em abril de 2013, no ano em que “entrei nos enta” (fiz 40 anos 2 meses antes do parto dela) e, como a maioria dos bebês não planejados, veio num momento de muitas atividades profissionais, portanto, com agenda cheia e o tempo sempre faltando.

Diante disso, ao contrário do que fiz quando tive o primeiro filho (lá na casa dos 20 e poucos anos), percebi que teria que delegar. Se eu tentasse concentrar a gestão da empresa ou os cuidados com ela em mim, ficaria louca e seria um fracasso em tudo! Por outro lado, quero estar superpresente e planejei amamentar exclusivamente até os seis meses, como fizera com os mais velhos.

Nos dois primeiros meses, tudo joia! Mas aí surgiu o primeiro compromisso externo de trabalho: como cocuradora de Social Good no youPIX Festival, um dos maiores eventos geeks do Brasil, eu teria que ir ao evento. O jeito foi levar a pequena e deixar no colo do pai enquanto eu moderava o painel, que, felizmente, durava apenas 1 hora.

Um mês depois, novo convite de trabalho no meio da licença-maternidade, atuando como Insider num evento internacional contra o trabalho infantil. Lindo, não fosse o fato de ficar disponível o dia todo para subir ao palco do seminário. A solução novamente foi contar com o papai, que ficou trabalhando do iPad e iPhone o dia todo no hotel onde acontecia o evento e que cuidou dela nos intervalos das mamadas.

Ele cansou muito, claro, como qualquer um de nós cansaria, e no compromisso seguinte trouxemos a vovó e a instalamos num quarto de hotel para passar o dia com a pequena enquanto eu trabalhava e corria para amamentar. Mas destas experiências confirmamos uma intuição e vivência: neste novo mundo de mães e pais que trabalham, a gente precisa mesmo ser humilde, contar um com o outro e abrir mão do “poder de mãe” em prol do bem-estar do bebê, cientes de que é a parceria que faz as novas famílias serem tão especiais.

Sobre estas novas “familias interativas”, que trocam de papeis sem culpa, os filhos de idades tão díspares e o ativismo por um mundo melhor é que estarei a partir de hoje aqui com vocês no Disney Babble.

Espero que nossas trocas sejam muito gostosas, encontremos muitas afinidades e que amizades legais surjam deste novo espaço.

Um beijo e obrigada, queridos!

comentarios pai, trabalho, avós, bebê