Disney Baby

Quando os irmãos assumem o papel de ensinar

Por Samantha Shiraishi
@maecomfilhos

A melhor parte dessa vida no coletivo é aprender que ensinar e orientar não cabe só aos pais

Quando os irmãos assumem o papel de ensinar

Ter mais de um filho é uma experiência ímpar que eu considero que todo mundo merecia ter. Vejam bem, merecia, não deveria - afinal, cada um sabe o tamanho da família que deseja!

Criada com 3 irmãos mais novos, eu sempre imaginei minha vida com filhos, no plural. Embora meus 3 filhos não tenham sido exatamente planejados, nunca pensei em ter um só. 

Para mim, a melhor parte dessa vida no coletivo é aprender que ensinar e orientar não cabe só aos pais: os irmãos são grandes guias da vida uns dos outros. 

E coleciono histórias gostosas desta parceria da qual fico feliz e orgulhosa por ser apenas espectadora. 

Uma das que mais conto é sobre o desfralde do meu filho do meio. Mais ou menos quando fez 2 anos, comecei a notar que a fralda dele raramente ficava suja.

Considerei que poderia ser um descuido da empregada que me ajudava. Depois, cogitei até algum problema de saúde (infecção urinária, intestino preso?) e só quando o peguei em flagrante tirando e recolocando a fralda no banheiro é que entendi que ele “imitava” o irmão mais velho. Ao contrário do primeiro, ficou pronto para sair das fraldas sem qualquer intervenção minha!

Com a caçula, 10 anos mais nova que o do meio e 13 mais nova do que o primogênito, estamos vivendo uma criação coletiva. Os meninos tentam passar para ela todas as coisas que sabem e, ao mesmo tempo, reveem vários comportamentos sempre que notam que a irmã copiou o que não deveria. 

E tudo começou bem cedo. Quando vi este vídeo no site americando de Disney Babble, lembrei da época da nossa mudança para o novo apartamento, quando Manu tinha uns 9 para 10 meses, já engatinhava bem e começava a ficar de pé sozinha.

Ela estranhou o tamanho da casa (o dobro do imóvel anterior, onde morávamos até a família crescer) e tinha receio de “passear” pela casa. Os padrinhos notaram a dificuldade e lhe deram um carrinho-andador, que até indiquei num texto meu aqui.

O irmão nem pensou duas vezes. Para ajudar, começou a engatinhar com ela e a apostar corridas com os andadores (que depois lhe davam muitas dores nas costas!), desbravando o lar e dando autonomia fora do comum para a pequena.

A melhor parte, para a plateia materna, foi ouvir, como no vídeo americano, o irmão estimulando com "bom trabalho", "parabéns" e "continue assim". 

Delícia, né?

O segredo é o carinho!

Aposto que você também tem histórias divertidas assim. Compartilhe nos comentários. Adoro saber!

(Foto: Freeimages)

comentarios irmãos, exemplo, carinho, cuidados