Disney Baby

Sobre voltar ao trabalho depois da licença maternidade

Por Nívea Salgado
@Mildicasdemae

Tem mãe que entra em desespero, enquanto outras adoram (verdade!). Vem saber mais sobre os sentimentos da volta ao trabalho depois da licença maternidade!

Sobre voltar ao trabalho depois da licença maternidade

Quando minha filha Catarina nasceu, eu tinha dois empregos de meio período. Cá entre nós, eu sempre gostei de trabalhar, ter uma função útil, ter meu dinheiro, minha independência... Tanto que comecei aos 18 anos, fazendo faculdade integral e trabalhando no período noturno. Puxado, bem puxado, mas eu me sentia muito bem com esse ritmo!

Só que então a pequena chegou em minha vida, e até minha relação com o trabalho mudou. Eu havia encontrado outro tipo de utilidade: a de acompanhar o desenvolvimento da minha filha, dando o melhor suporte que eu poderia dar a ela nos primeiros meses de vida. Sim, fui daquelas mães centralizadoras, que não sabia delegar os cuidados da filhota, porque achava que eles cabiam única e exclusivamente a mim. Ah, se eu tivesse um segundo filho, como faria tudo diferente!

Tive a felicidade de conseguir seis meses de "folga" (como se isso fosse verdade no pós-parto! Mesmo ficando em casa o dia todo, nunca me senti tão cansada na vida!) nos dois empregos, com um benefício adicional: eu só voltaria para um deles depois da licença maternidade. Como meu trabalho da tarde era no sistema público, consegui um ano de licença não remunerada, o que significava que eu não receberia nada, mas teria minha vaga garantida depois desse período. Maravilha, não?

Claro que isso tornou tudo muito mais fácil. Voltar a trabalhar em meio período era muito mais fácil do que voltar com carga total!

Passei noites e mais noites imaginando como deveria ser difícil para uma mãe que não tivesse essa possibilidade, que deveria escolher entre passar praticamente todo o dia fora ou deixar sua profissional de lado, para se dedicar ao bebê.

Para mim já estava sendo um processo doloroso, com dúvidas enormes (será que minha filha ficará bem com minha ausência? Será que ela deixará de mamar no peito? Quero mesmo correr o risco de perder alguns momentos importantes, como os primeiros passos?), imagine para essa outra mãe?

Se eu pudesse dar uma única dica sobre a volta ao trabalho depois do parto, seria a de fazer de tudo para ficar calma, pois as coisas se encaixam. Demora um pouquinho até que você se sinta segura com a nova realidade, mas tudo dá certo.

As coisas serão diferentes? Serão, sim, é fato. Mas até esse pequeno distanciamento do seu filho acaba sendo bom, para que você se sinta plena como mulher novamente. E para que tenha certeza de que ele ficará bem, pois em alguns instantes com certeza você precisará se ausentar e delegar tarefas.

(Foto: 123RF)

comentarios bebê, mãe, trabalho, mulher