Disney Baby

Um ano de vida

Por Marina Breithaupt

O primeiro dos bebês é repleto de transformações

Um ano de vida

Se você parar para pensar, 365 dias não são praticamente nada na nossa vida depois de adultos. O ciclo de um ano passa voando e podem acontecer poucas - ou nenhuma! - mudanças. Aliás, tem ano que passa tão rápido que dá uma impressão de que nem aproveitamos direto, não é mesmo?

Bom, mas na vida dos nossos pequenos, esses 365 dias, os primeiros principalmente, são tão transformadores!

Eles nascem tão molinhos e indefesos e completam um ano - geralmente - cheios de compreensão, vontades e muitas vezes já falando as primeiras palavras e/ou correndo por aí.

O primeiro ano dos bebês é profundamente transformador na vida deles e nas nossas também.

Penso que depois do nascimento e da introdução alimentar, essa fase que chega com o primeiro ano de vida é o mais desafiador. Eles descobrem muitas coisas, desenvolvem habilidades em pouco tempo e, claro, querem explorar e conhecer esse mundo do qual fazem parte.

Estamos vivendo exatamente essa fase aqui em casa! Mel completou um ano falando as primeiras palavrinhas, como: água, papá, papai, mamãe. Ela chama os irmão também: TheThe e Bá. Além disso, chama pelos cachorros e gatos que encontra no caminho, sabe pronunciar o nome de alguns personagens de desenho animado, dentre outras coisinhas simples. Ah! Ela também já se faz entender na maioria das situações.

Começou a andar com pouco mais de 10 meses, portanto, agora já se considera uma profissonal! Anda, corre e já ensaia subir em móveis. Preciso estar sempre de olho.

Mel conhece nossa rotina e com isso mantemos duas sonecas ao longo do dia. A noite, ela vai para o berço por volta das 21h, após os "preparativos do sono": banho, massagem, amamentação, e adormece sozinha. Não foi sempre assim, precisei insistir em uma rotina rígida de horários para fazer "a coisa" funcionar. Valeu a pena! Mel é um bebê muito mais feliz quando não tem sono.

No quesito alimentação, temos um bebê que come boa parte da comida da família, ou seja, algumas coisas ela já come junto com a gente: arroz, feijão e alguns legumes. Ainda preparo separado as proteínas e sopinhas.

Como gostamos bastante de viajar, quando saímos ainda levo comidinhas congeladas, pois ela anda numa fase de estranhar outros temperos que não o meu, mas sempre insisto para que conheça a comida dos lugares e levo a dela por garantia.

Completamos um ano com muito movimento pela casa, muitos brinquedos espalhados e muito "agacha-levanta"! Eu adoro ter um bebê que já se entende como um ser a parte de mim e que quer, a cada dia mais, encontrar seu lugar no mundo.

Que venha a segunda fase, o segundo ano e suas novas descobertas!

Um beijo,

(Imagem: Arquivo pessoal)