Disney Baby

Um pouco dos primeiros 3 meses do bebê

Por Marina Breithaupt

São muitas novidades e adaptações para serem vividas e tantas transformações tornam os 3 primeiros meses dos bebês os mais desafiadores

Um pouco dos primeiros 3 meses do bebê

Chegamos ao terceiro mês!

Esse primeiro período da vida é muito desafiador. Já vivi isso antes e sei bem das dificuldades que um bebê tem para se adaptar à nova vida.

Nós, por outro lado, também precisamos nos adaptar. Ainda é complicado falar em rotina e, normalmente, estamos muito cansadas para pensar nisso. Não é regra, é claro.

Mel está se mostrando meu bebê mais calminho, o sono está tranquilo durante a noite, porém, já não passa longos períodos adormecida durante o dia. Muito desafiador para mim, pois preciso me virar para dar conta de tudo com ela, muitas vezes, no colo.

Os bebês nessa fase ainda não se distraem com muitas coisas, mas eu sei que logo isso melhora.

Depois de descobrir as mãos, agora ela começa a mostrar interesse em "agarrar" as coisas que vê pela frente.

Até tentei fazer com que gostasse da chupeta, mas ela não quis saber! Como ela mama muito rápido, acaba voltando muito leite e, em um intervalo muito curto, ela necessita do peito outra vez.

Tentei a chupeta como dica para que ela se acalme e fique um intervalo maior sem mamar, diminuindo assim o mal-estar de tantas golfadas. Não adiantou! Cada bebê é um, né?

Parei de insistir; penso que ela já dorme a noite toda e ter uma chupeta que possivelmente cairá durante a noite pode ser um problema.

Agora ela ri! Ri muito! Muitas vezes, noto que dessa maneira ela sabe que pode ter toda minha atenção, então já observei que começa a ensaiar uns gritinhos para me chamar.

No geral ela mudou muito, ganhou peso e cresceu! Ela está com 100 dias de vida. Parece tanto tempo e, ao mesmo tempo, tão pouco.

Observando agora, penso em como nós, os pais, não devemos temer os cansativos primeiros meses - esses meses passam voando!

A calma que transmitimos para os filhos, o apoio e a segurança ficarão para sempre. Para esses primeiros meses, o principal é se manter sempre tranquila, focar no que realmente é necessário para nós e o bebê, além, claro, para toda a família.

Aceitar toda a ajuda possível, deixar claro como deseja essa ajuda e dar muito colo para o bebê também são fundamentais!

Um beijo,

(Foto: Arquivo pPessoal)