Educação e Desenvolvimento

10 motivos e dicas para estimular a leitura entre as crianças

Em março, a Disney promove a campanha "Ler é Mágico". Saiba mais e veja a programação completa!

10 motivos e dicas para estimular a leitura entre as crianças

Ler é uma prática com benefícios que ajudam a criança até a vida adulta.

O exercício e o estímulo da memória e o bom desenvolvimento da escrita são algumas das vantagens de estimular a leitura nos pequenos desde cedo.

Isso acontece porque é uma atividade muito rica e importante para o funcionamento do cérebro, exigindo que ele trabalhe com diversas habilidades, tais como a criatividade, compreensão, armazenamento de informações e o resgate de memórias passadas.

“Ler para a criança é fundamental para seu desenvolvimento pleno, pois a estimula, não apenas culturalmente, mas do ponto de vista neurológico e emocional”, afirma Irene Maluf, especialista em psicopedagogia, educação especial e neuroaprendizagem.

1. Estimula a linguagem e o pensamento

Irene explica que, comprovadamente, as crianças que melhor desenvolvem a linguagem e o pensamento, se destacam no desempenho escolar futuro. Para isso elas precisam ser estimuladas não só com a linguagem do dia a dia, mas é importante terem contato com uma linguagem gramaticalmente organizada, estruturada por regras, que geram um texto diferente, que não se usa na fala corriqueira. Essa linguagem é a que se encontra nos livros, mesmo nos de histórias infantis.

2. Fortalece o vínculo familiar

Outro fator importante é o fortalecimento de vínculo entre criança e pais, promovido pela leitura compartilhada. Sem dúvida, o momento em que o adulto lê para o pequeno, aproxima o universo adulto do infantil. “É importante lembrar que o ato de ler junto a uma criança ultrapassa o livro e a história em si. A entonação da voz, o ambiente em que é realizada a leitura, tudo isso influi na maneira com que o pequeno irá se familiarizar com o mundo dos livros”, diz Caroline Lara, da curadoria do clube de livros infantis Leiturinha.

3. Ajuda a falar sobre tudo

Ler na infância também aumenta o repertório cultural dos pequenos, afinal, eles passam a entrar em contato com saberes distantes. Os livros também podem ser um instrumento para a abordagem de assuntos complexos, afinal, existem milhares de livros sobre infinitos temas.

4. É divertido

Pais leitores estimulam o hábito de leitura nas crianças, porque faz parte da rotina da casa: leem por prazer. Dessa forma, a leitura será vista pela criança como um momento gostoso no seu dia, no qual ela poderá trocar experiências. Segundo Caroline Lara, criar uma rotina de leitura estimula seu filho ao hábito de ler. “Ler junto antes de dormir pode ser uma opção. Além de acalmar os pensamentos, ajuda o pequeno a ter uma boa noite de sono”, diz. Para tornar esse momento ainda melhor, é possível investir em alguns truques que favoreçam esse costume. Atividades lúdicas unidas a um bom livro, certamente despertam a criança para novas narrativas. “Só se torna leitor quem lê com regularidade e entusiasmo”, opina Irene Maluf.

5. Mais e mais benefícios

A leitura e a escrita são um meio de introdução à cultura humana. Dão vazão à criatividade, aos anseios pessoais, à autonomia, à aquisição de novos conhecimentos, novas formas de expressão e comunicação. “A leitura permite rápida aquisição de vocabulário, conhecimentos e aproxima a criança da escrita criando competências para a alfabetização. Além disso, desenvolve a memória, a atenção, diminui a impulsividade, ajuda a resolver conflitos internos ao vivenciar enredos diferentes”, diz a neuropedagoga.

6. Seja o exemplo

Sem dúvida o que leva uma criança ao hábito da leitura é o exemplo. “Para se conhecer e gostar de algo novo é preciso ser envolvido emocionalmente e nisso os pais são importantíssimos, já que a criança adora copiar seus ídolos maiores”, explica Irene. Portanto, ver seus pais lendo constantemente jornal, livro, revista, e comentar notícias novas, chamar as crianças para fatos de seu interesse, ler gibis ou tirinhas com elas e comentar, são meios de impulsionar o prazer e o hábito da leitura.

7. Para escolher um bom livro

Os livros devem atender à faixa etária da criança e seus interesses pessoais. Devem ter gravuras que estimulem a curiosidade e a linguagem. Conforme vão crescendo, os livros podem ter textos maiores, cheios de aventuras que promovam um empenho maior na leitura. Recorrer a uma equipe de especialistas que seleciona o conteúdo adequado pode ser levado em consideração. “Hoje existe no mercado a opção dos clubes de leitura, que contam com uma equipe especializada no assunto e que seleciona livros adequados ao perfil de cada pequeno”, ressalta Caroline.

8. Prendendo a atenção dos engatinhadores

Na fase em que a criança já engatinha, é difícil prender sua atenção com histórias enquanto ela quer explorar o mundo. Usar livros de dedoches, com brinquedos, com pequenos sinos e instrumentos musicais para dramatizar as historinhas podem ajudar a prender a atenção dos pequenos. Esses livros também podem ser inseridos na rotina de brincadeira com o bebê. “Os livros de banho e de pano, por exemplo, são boas companhias para ir para a banheira, passear e na hora de dormir”, indica a curadora.

9. Digital ou de papel?

Os livros digitais, além de serem conteúdos relevantes para o momento de contato dos pequenos com a tecnologia, permitem uma interação diferenciada entre a criança e a obra, e são práticos para acessar a qualquer momento, de onde estiver. Mas os livros digitais não substituem os livros físicos. Eles complementam. “O livro de papel é uma experiência tátil diferenciada e insubstituível, virar as páginas, sentir a textura do papel, seu brilho”, avalia Irene.

10. Use e abuse de um livro

Como as histórias se repetem a pedido das próprias crianças, os pais podem comprar um bom livro e ler várias vezes sem problema algum. Porém, é interessante fazer trocas diferentes de informações, propor diálogos, desenhos, dramatizações. Segundo Irene Maluf, o importante é curtir bem cada livro e ao comprar um novo, procurar por assuntos diversos, que apresentem outros aspectos do mundo à criança.

Ler é Mágico

O dia a dia das crianças merece mais histórias, não acha? Pensando nisso, durante todo mês de março, a Disney promove a campanha "Ler é Mágico" com o objetivo de promover e incentivar a leitura desde cedo. Entre as atividades programadas, seções de contação de histórias na Livraria Cultura, sempre às 15h:

- Dia 04/03 no Market Place;

- Dia 11/03 no Bourbon Shopping;

- Dia 19/03 no Shopping Iguatemi (Campinas)

Também parte da ação de incentivo a leitura, no dia 18/03 acontece o lançamento do primeiro volume da coleção de livros "Os Anos de Ouro de Mickey", com um bate-papo com o editor de quadrinhos Disney Paulo Maffia.

Nesse volume, você encontra as tirinhas de 1930-1931, em ordem cronológica, com as primeiras tiras de quadrinhos do Mickey Mouse, todas elas escritas e desenhadas pelo próprio criador do personagem: Walt Disney, além de artes feitas pelos maiores cartunistas do século 20, como os artistas Ub Iwerks, Win Smith e, posteriormente, Floyd Gottfredson, que se tornaria o grande criador à frente das tiras do Mickey.

Lançamento "Os Anos de Ouro de Mickey"
Dia: 18/03
Horário: das 16h às 18h
Local: FNAC Paulista (Av. Paulista, 901)

LEIA MAIS:

- Veja como montar a biblioteca do seu filho

Livros infantis ideais para cada faixa etária

- Paixão pelos livros desde cedo

- Dê livro de presente!

- Escritores e ilustradores revelam livros preferidos da infância

(Imagens: Getty Images)