Educação e Desenvolvimento

Cuidado com as promessas

Por Jorge Freire Jr.

Todos os pais sabem que é difícil dizer "não". Porém, ele é necessário. Mas não prometa algo que talvez você não vá cumprir...

Cuidado com as promessas

Entrou uma farpa esses dias na mão do Padawan que parecia que ele estava morrendo! Juro, ele berrava e não deixava ninguém tocar, nem ver o ferimento que tinha o tamanho de uma formiga!

Exagerado o moleque, né?

Eu sei que farpas doem, pois já tive o infortuno de ser vítimas delas algumas vezes. E sei também que é necessário tirá-la pois, caso contrário, inflama e aí a dor é muito maior.

Fiz até um post lá no blog sobre a tortura que foi tirar essa farpa da mão do Padawan.

Pois bem, no meio da luta para tirar a farpa, o Padawan berrava por promessas que a retirada não iria doer.

Claro que eu quaaaase prometi, pois precisava tirar a farpa, mas me segurei e falei a verdade:

- "Olha, não vou prometer que não irá doer pois irá doer um pouco sim".

Ele chorou mais ainda e expliquei que a dor seria bem pior se a farpa ficasse ali.

Disse que não ia prometer algo que eu não seria capaz de cumprir. Prefiro falar a verdade do que uma promessa vazia. 

Tive mais problemas para tirar a farpa agindo assim, mas tenho certeza de que esse episódio fez com que o Padawan tenha mais confiança em mim.

No momento que você promete algo a uma criança e não a cumpre, ela poderá perder a confiança em você.

Fora que a molecada tem uma ótima memória, pois a vida deles é mais simples. Eles têm menos coisas para pensar - e uma promessa, por mais boba que seja, será toda hora relembrada e cobrada.

Todos os pais sabem que é difícil dizer "não", mas isso é necessário. Só não prometa algo que talvez você não vá cumprir. Fale que não e explique a razão.

A pior coisa que pode existir é seu filho não confiar mais em você.

(Foto: Arquivo pessoal)