Família

5 coisas que eu me permito como mãe

Por Nívea Salgado
@Mildicasdemae

Ser mãe é também ganhar o direito de certas "regalias". Concorda?

5 coisas que eu me permito como mãe

Vida de mãe é dura, não é mesmo? Em geral somos as primeiras a acordar na casa (ok, é possível que o bebê chore alguns segundos antes, mas como um raio você se materializa ao lado do berço!), levantamos um número infinito de vezes durante a madrugada, somos as últimas a nos servir, terminamos o prato quanto a comida já está gelada. Isso sem falar no malabarismo diário de arrumar filho para a escola, a lancheira, fazer supermercado, trabalhar... Porque sim, a maioria das mães de hoje também trabalha fora de casa, e muito!

Mas eu estaria sendo injusta se dissesse que mãe também não tem certas "regalias", se desejar.

Depois de cinco anos de maternidade, já me dei o direito de ter algumas (e deixo uma dica: não demore para se dar esse presente, pois você merece!). São coisas pequenas, mas que fazem toda a diferença para aliviar o peso da rotina.

Vem dar uma olhada na minha listinha, espero que você se identifique!

1) Comidinhas gostosas: você que é mãe sabe - nem sempre liberamos o que comemos para um filho pequeno. Sabemos que postergar o contato com o açúcar, por exemplo, é uma atitude importante, mas isso não significa que você precise se privar dos seus docinhos (se quiser aproveitar para fazer uma reeducação alimentar, vá em frente! Mas confesso que meus chocolatinhos me fazem uma pessoa melhor!). Por isso, guarde aquele brownie delicioso para a hora em que seu fiho já dormiu e o saboreie como a oitava maravilha do mundo!

2) Fingir que a bagunça não existe. Sabe quando sua casa tem milhares de brinquedos espalhados e você age como se ela fosse a mais arrumada do bairro? Ou quando seu filho sai brincando de espião no meio do restaurante, e você simplesmente finge que não está vendo? Com o tempo você descobre que é uma delícia se permitir não ser a mãe perfeitinha e aprende a aproveitar certos momentos, deixando a general da arrumação para o dia seguinte!

3) Não ir a certos compromissos (chatos): com a maternidade você se torna mais seletiva. Afinal, como sua relação com o tempo muda completamente, você aprende a priorizar. Por isso, se sua mãe te convidar para a feirinha de artesanato que aquela tia que você mal conhece está organizando, provavelmente você terá, "coincidentemente", uma apresentação do seu filho na escola, no mesmo horário.

4) Encontrar amigas para falar sobre tudo - inclusive filhos! Se nos primeiros meses (ou anos) do seu filho, é quase impossível sair de casa sem ele, saiba que em breve isso irá mudar. Aos poucos eles vão ficando mais independentes, e acaba sobrando tempo para tomar um café com aquela amiga especial, ou com as colegas da faculdade (ou as outras mães da aula de música do seu filho, que podem se tornar grandes companheiras!).

5) Tornar-se a maior mordedora de pezinhos do pedaço. Quando você estiver de mal humor, ou achando a vida difícil, há um segredinho para levantar seu astral: morder pé de filho! Vale também cheirar o cabelinho enquanto ele dorme ou colocá-lo para dormir na sua cama, para dormir bem agarradinho. É tiro e queda: como num passe de mágica, você vai se sentir muito mais feliz!

(Foto: 123RF)

comentarios maternidade, filhos, Família