Família

Quando seu filho pede um irmão

Por Nívea Salgado
@Mildicasdemae

Como fica o coração da mãe quando seu pequeno insiste que não quer ser filho único?

Quando seu filho pede um irmão

Como alguns de vocês que vêm acompanhando meus textos aqui no Disney Babble (e também no meu blog pessoal) já sabem, eu sou mãe de uma linda menininha de 6 anos, a Catarina. Depois de alguns anos de casamento, surgiu a vontade de ser mãe, e nessa época tudo o que eu desejava era ter dois filhos. Nunca a ideia do filho único havia me passado pela cabeça.

Eu venho de uma família grande, com duas irmãs e muitos primos. E sempre apreciei os encontros familiares recheados de gente. Durante a infância, não havia a menor possibilidade de sentir solidão: sempre havia uma irmã para brincar, os almoços de sábado na casa da minha avó, em que trinta pessoas se sentavam à mesa. Sim, eu desejava isso também para os filhos que eu estava me propondo ter.

Nos dias de hoje, pensar em três filhos, como minha mãe teve, me parecia difícil (cá entre nós, isso requer até um planejamento financeiro rigoroso, porque não é fácil proporcionar a muitos filhotes tudo aquilo que você acha que eles merecem - principalmente quando falamos em educação). Mas dois estariam de bom tamanho, para que um tivesse a companhia do outro.

Só que alguns fatos da vida fogem do nosso controle. Tive grande dificuldade para engravidar, e vários médicos fecharam a questão de que eu não conseguiria engravidar novamente depois de Catarina. A adoção, que certamente é uma bonita alternativa para muita famílias, não era uma opção para nós (por motivos que não cabem aqui). Resumindo: minha pequena seria filha única, querendo ou não.

Diferentemente do que acontece com algumas amigas minhas, cujas filhas também são únicas e aceitam com naturalidade esse fato (aliás, algumas até gostam de ter a atenção exclusiva dos pais), eu tenho que lidar com um conflito em casa. Porque Cacá vive pedindo um irmão (ela chega a dizer que esse é seu maior desejo). Como ouvir isso de um filho e não realizar seu sonho?

Para mim, o impedimento é biológico, mas outras mães podem passar pela mesma situação, motivada por outros fatores. Talvez porque seu orçamento familiar não possibilite a chegada de um segundo filho, porque precisa se dedicar à sua vida profissional (e uma segunda gestação não case com esse plano) ou simplesmente porque a vontade de ser mãe já foi satisfeita pelo primeiro. Sim, existem mães que não desejam engravidar novamente, e isso é uma escolha muito pessoal, que deve ser respeitada.

Já senti muito por não poder dar o irmão que minha filha tanta deseja. Já chorei por imaginar seu futuro, que na minha cabeça se torna mais incerto na ausência desse irmãozinho. Mas também sei que isso não é motivo para infelicidade, afinal, Catarina poderá escolher alguém com quem queira constituir uma grande família. Ela certamente terá amigos, que eu faço questão de alimentar e ter sempre por perto. 

Enfim, quando um filho pede um irmão você tem a chance de recomeçar - ter um bebezinho em casa e vivenciar aqueles primeiros anos, que são tão intensos. Você tem a chance de proporcionar um grande amigo ou amiga para o filhote, com quem ele criará laços para toda a vida. Ou então você pode decidir ficar com apenas um, se é esse o caminho que seu coração lhe mostra. 

(Foto: 123RF)

comentarios filhos, maternidade, irmão