Mini Pérolas

Como sobreviver aos dias ruins de um bebê

Tem dias que são desesperadores, mas com algumas dicas é possível superá-los e ver as coisas de um jeito mais leve

Como sobreviver aos dias ruins de um bebê

Não é que a maternidade não seja incrível, ela é. Mas que dá um trabalho danado, isso dá. Uns dias são muito mais desafiadores do que outros. Pode ser o dente, pode ser cólica, ou apenas um dia daqueles. Porque, apesar de tudo, bebês são gente como a gente, e podem apenas estar passando por um dia ruim.

Então, talvez os pais de primeira viagem queiram guardar esse post nos favoritos para esses dias ruins, para esses dias difíceis, para esses dias em que tudo o que você quer é puxar seus cabelos e não ter levantado da cama.  Veja como sobreviver a eles:

Aceite o dia ruim

Às vezes o bebê terá um dia ruim, seja por conta de um estirão de crescimento, seja por uma virose que pegou no berçário. Apenas tente se lembrar que tudo é novo para ele e, apesar de desejar loucamente um intérprete para dizer o que se passa, o único meio de comunicação dele é o choro. O cérebro e o corpo dos bebês crescem em uma velocidade impressionante. Então, se coloque no lugar dele, imagine como se sentem completamente sobrecarregados, mesmo com as atividades e experiências mais inócuas.

Seja gentil com você

Passar o dia cuidando de um bebê inconsolável pode ser extremamente frustrante e exaustivo, mas isso não é motivo para se negligenciar. Você também precisa de cuidados, principalmente para estar bem para ficar com o pequeno. Tenha um backup para chamar, um amigo ou um parente, que possa te liberar para sair de casa por algumas horas, se distrair e se cuidar. Ter um tempo só seu não te faz ser uma mãe ruim, pelo contrário, vai te ajudar a estar melhor para essa jornada.

Siga em frente!

Repita comigo: amanhã é outro dia. Amanhã é outro dia! Quando um dia longo, ou uma noite em claro fizerem com que a maternidade pareça algo difícil demais para lidar, lembre-se que sempre haverá o dia seguinte para ter a chance de tentar de novo.

E sabe o que é melhor? Cada dia pode ser o dia de chegar mais perto ou de alcançar um marco de desenvolvimento: risadas, rolar, sentar... e quando você menos esperar, ele vai estar andando e falando. Esses dias ruins podem não fazer falta, mas o tempo em que eles eram pequeninos, antes de começarem a crescer tão rápido, deixam saudades.

Papais e mamães de primeira viagem: vocês vão dar conta. Respirem fundo. Aceitem o dia como ele é. Sejam gentis. E agora sigam em frente – amanhã é um novo dia!

(Baseado no texto de Keiko Zoll)

(Foto: Getty Images)