Natal

Como escolher o presente certo?

Por Renata Deos

O Natal está chegando e uma das tarefas mais complicadas é escolher o melhor mimo para as pessoas queridas

Como escolher o presente certo?

Escolher um presente não é uma tarefa fácil, principalmente em épocas como o Natal, que você tem de comprar vários itens, para várias pessoas, de vários estilos, com orçamento variado etc.

As situações podem ser cômicas ou trágicas, dependendo do presenteado.

Recentemente, uma polêmica envolvendo a vlogueira Kéfera e artesãs de biscuit acabou tomando conta da internet. Em um de seus vídeos, Kéfera aborda o tema do fim de ano e a troca de presentes de amigo-secreto. A vlogueira diz: "Você dá um presente incrível em troca de um biscuit". A partir daí o movimento #UmBiscuitPraKéfera tomou conta da rede.

Por esse incidente podemos imaginar que Kéfera não deve gostar muito desse tipo de artesanato. E se alguém quiser dar um presente que ela vá gostar precisa prestar um pouco mais de atenção.

Apesar de um estudo científico, publicado em setembro de 2015, no "Journal of Experimental Social Psychology", afirmar que as pessoas preferem ganhar presentes que tenham referência aos interesses e paixões das pessoas que os dão, eu, pessoalmente, ainda acredito que dar um presente de acordo com o gosto do presenteado é o que funciona melhor.

Um exemplo claro tem relação direta com o vídeo da Kéfera. Quer ver?

Se eu presenteasse minha avó com um biscuit, ela ficaria extremamente feliz. Por quê? Porque a coleção dela aumentaria!

Biscuit funciona para minha avó, mas não para a Kéfera. Assim como se eu presenteasse minha avó com um iPhone, ela não veria a menor graça. E provavelmente a Kéfera iria achar bem bacana.

O presente por si só não é bom ou ruim. Ele faz sentido ou não para quem o recebe. Só isso.

E vale lembrar que o preço também não tem tanta importância. Uma experiência pode ser mais valiosa que um bem material.

Em um depoimento, um rapaz conta que um dos presentes que mais o marcou foi o de uma amiga que lhe deu uma de suas receitas culinárias, escrita à mão. A receita veio acompanhada de um convite para cozinharem juntos.

Há uma pesquisa de 2013, desenvolvida na Universidade de Tilburgo, Holanda, pelo professor Ilja van Beest, do Departamento de Psicologia Social e pela professora Monique Pollmann, do Departamento de Ciências da Comunicação e Informação, que demonstra que as mulheres são melhores em escolher presentes que os homens.

Segundo a pesquisa, 2 fatores estão envolvidos no sucesso em acertar no presente:

1. Se interessar pela outra pessoa.
2. Ser capaz de ver pela perspectiva da outra pessoa.

E isso, ainda hoje, a maioria das mulheres consegue fazer com mais facilidade que os homens.

Outra curiosidade na relação de dar e receber presentes, já que estamos falando disso, é que as mulheres, segundo a pesquisa, são mais tolerantes à frustração com um presente ruim.

Um homem que ganha um presente de que não goste de sua namorada ou mulher vai entender que existe pouca similaridade entre eles e o relacionamento corre o risco de terminar.

Portanto, meninas, muita atenção ao escolher o presente de Natal para o namorado, marido ou pretendente. O presente certo pode não garantir nada, mas o errado pode ser "fatal" (segundo dados científicos, claro!).

E você, como faz a escolha dos presentes?

(Foto: PhotoDune)