Nutrição

7 dicas para se tornar uma mãe vitaminada

Organização e trocas inteligentes são os maiores truques para manter uma alimentação saudável e se tornar um exemplo para as crianças

7 dicas para se tornar uma mãe vitaminada

A alimentação dos pais tem papel fundamental no desenvolvimento dos filhos. Por isso, não deve ser subestimada. A regra “faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço” dificilmente se aplica à turma mirim.

“Os filhos costumam repetir o que os pais fazem, pois acreditam que tal atitude é o correto, é o normal. Assim, se os pais consideram a alimentação um fator importante para o desenvolvimento do seu filho, e fazem da alimentação saudável um prática regular, seu filho também terá esta percepção”, explica Viviane do Lago Nakazato, nutricionista da Associação Brasileira de Nutrição (Asbran).

Ou seja, ao elaborar com carinho o cardápio da casa, os pais cuidam não só de si mesmos, mas também dos pequenos, servindo de exemplo positivo para uma educação alimentar correta.

Conheça agora algumas atitudes simples que garantem sucesso nessa empreitada:

1. Prepare os alimentos de maneiras diferentes

Se um alimento não agrada num primeiro momento, experimente servi-lo de maneira alternativa. Considere o exemplo de uma cenoura. Se seu sabor in natura não agrada, não significa que ela deve ser banida do cardápio. Pode ser usada no preparo de sucos, suflês ou purês.

“Há inúmeras formas de preparar o mesmo alimento. O importante é explorar o sabor para criar receitas diferentes e manter uma alimentação bem variada e nutritiva”, explica o nutricionista Pedro Godim.

2. Consuma frutas ao longo do dia

Sejam como opção de sobremesa ou como lanche para o intervalo das refeições, é fato que as frutas devem ser consumidas com grande frequência.

Viviane sugere que as frutas fiquem sempre acessíveis em casa, preferencialmente já higienizadas e prontas para consumo. Assim, a tentação de consumir produtos industrializados é minimizada.

3. Abandone os refrigerantes e sucos industrializados

Pobres em vitaminas e com altos níveis de açúcar, os refrigerantes não devem ter espaço no cardápio de uma mãe vitaminada.

“A opção dos sucos pode ser interessante, de preferência na versão natural e sem adição de açúcar. Mas o suco não deve ser a única opção de consumo de frutas, já que as fibras são perdidas neste tipo preparação”, aconselha Viviane.

4. Invista em refeições completas

“Conhecer os grupos de alimentos facilita a montagem do cardápio. Lembrar da refeição dos nossos familiares antigamente, também. Vale pensar na refeição como um combo de arroz, feijão, vegetais e um tipo de carne”, ensina Viviane. 

Pratos rápidos, como carnes grelhadas e vegetais cozidos no arroz, por exemplo, são boas opções para a família. Ah! Pular as refeições também é um hábito que não deve fazer parte da rotina de uma mãe saudável.

5. Estabeleça um dia sem carne

Ao definir um dia em que todos deixam de comer proteína animal, a família acaba se forçando a explorar mais os legumes e vegetais e buscar outras fontes de proteína.

“Claro que esta atitude faz parte de um processo de educação alimentar e o consumo de carne não deve ser banido bruscamente para não prejudicar a alimentação”, observa Pedro. Ervilhas, soja, amêndoas e tofu são alguns alimentos ricos em proteínas.

6. Aposte em lanchinhos saudáveis

Quando bate aquela fome no meio do expediente, nada de recorrer a salgados e petiscos prontos. “Um sanduíche leve ou um mix de oleaginosas, como castanhas e nozes, são alternativas interessantes, mas prefira sempre o consumo de frutas variadas, ricas em vitaminas e fibras. O consumo de frutas é essencial para desenvolver uma alimentação completa e saudável”, aconselha Pedro.

Quem optar pelo sanduíche deve estar atenta à porção – que deve ser pequena e preparada com ingredientes naturais. Para uma versão mais nutritiva, escolha pães ricos em fibras e recheio com proteínas magras – de preferência frango ou carne, preparados em casa.

“Se não for possível e tiver que recorrer aos embutidos, que sejam escolhidas as versões com menor teor de gordura e sódio, sem jamais esquecer de acrescentar as verduras”, lista Viviane.

7. Organize-se para seguir um cardápio saudável

Na pressa do dia a dia, é comum ceder ao cansaço e trocar as refeições com alto valor nutritivo por produtos industrializados, como macarrão instantâneo ou fast food.

No entanto, com um pouco de organização, os pais podem montar um cardápio prático e saudável para toda a família. Viviane lista quatro atitudes simples que auxiliam na rotina da família:

  1. Manter alimentos pré-preparados ajuda muito a evitar a utilização de alimentos industrializados.
  2. Higienizar verduras e mantê-las em um recipiente adequado na geladeira, no local específico para armazenamento (gaveta).
  3. Preparar porções e congelar para reduzir o tempo de preparo.
  4. Mesmo consumindo um lanche, manter as verduras presentes, seja no próprio sanduíche ou até mesmo em um prato à parte.

 

(Foto: Getty Images)