patrocinada

5 dicas de organização para a volta às aulas

Por Patricia Papp e Fernanda Avila
@Eu Viajo Com Meus Filhos

Organizar o material, ajustar o relógio biológico, comprar um tênis que dure o ano todo são alguns itens fundamentais para recomeçar o ano

5 dicas de organização para a volta às aulas

Todo o ano é a mesma coisa: a gente acha que as férias são intermináveis, mas quando percebe, de uma hora para a outra, já está na hora de reorganizar a rotina para começar mais um ano letivo.

Cada família tem uma forma diferente de se preparar para a volta às aulas. Vou contar um pouquinho como funcionam as coisas aqui em casa:

1. Apesar de não ter uniforme, a escola pede que as crianças usem tênis (nada de sandálias, sapatilhas e outros calçados que podem atrapalhar a brincadeira e ainda causar acidentes). Confesso que é um momento difícil sempre. Depois de passar dois meses usando chinelos ou de pés descalços, elas não querem saber de sapato fechado. E não tem jeito, acho que elas tomam fermento no verão - os pés sempre mudam de tamanho - e saímos em busca do tênis perfeito: bonito, confortável e resistente. Afinal, tem que durar bastante! Nesse caso, a melhor opção é o Reebok Freestyle Hi, que reúne todas essas características e, por ser inteiro branquinho – lindo! - ainda combina com tudo. A marca, que tem uma linha especial para a volta às aulas, é a minha preferida, pois os tênis duram o ano todo e elas só deixam de usar quando realmente não servem mais. Além disso, para mim, têm um valor sentimental: meu sonho de infância era ter um Reebok e esse modelo é igualzinho ao que a mãe de um amigo me trouxe de viagem, quando eu era criança!

2. Um mês antes das aulas começarem, mais ou menos, pegamos a lista de material e fazemos uma geral no quarto para ver o que ainda pode ser utilizado. Muitas vezes é possível continuar com os mesmos lápis, borrachas, canetas e apontadores. Materiais como compasso, esquadros, réguas, lapiseiras e estojos normalmente duram mais e voltam para a mochila (também reutilizada)!

3. Neste ano decidimos ser mais sustentáveis (e econômicos): estamos em busca de livros usados e resolvemos vender os livros das meninas que estão ainda estão em bom estado. E a Marina (a mais velha) está participando ativamente do processo. É ela quem está apagando as anotações feitas à lápis, separando o que pode ser vendido e postando nos grupos de troca de material no Facebook. Acho que, além de gastarmos menos dinheiro, estamos ensinando um valor importante para elas.

4. No colégio das meninas, como disse, não há a obrigatoriedade de uniforme. Então separamos as roupas mais velhas (aquelas para “bater”) que ainda servem e organizamos a gaveta das roupas de escola. Sempre compramos uma peça ou outra da escola, pois é obrigatório para passeios e aulas de campo.

5. E por fim, chega a hora de ir ajustando o relógio biológico. Começo uma semana antes colocando as meninas na cama mais cedo e tirando as duas da cama mais cedo também. Durante as aulas, elas dormem por volta das 20h30, 21h e acordam às 6h15 da manhã. Nos últimos dias, vou aos poucos me aproximando desse horário. Mas sem radicalismos, afinal, elas também merecem aproveitar os últimos dias!

* PUBLIEDITORIAL

(Foto: Shutterstock)