Pets

Um álbum de família com os pets

Animais de estimação podem ser incluídos em ensaios de gestantes, bebês e nas fotos tradicionais da turma toda

Um álbum de família com os pets

Os pets são parte importante em uma família. Companheiros e cuidadosos, eles merecem ser eternizados no álbum da turma, não acha? Recordações de casamento, ensaios com recém-nascidos e as fotos diárias das experiências da família... Em todos os momentos, os animais de estimação podem – e devem – estar presentes.

“Muitos casais começam a vida de casados com um bichinho de estimação - há quem diga que eles já estão treinando para quando o bebê chegar. Quando percebemos, esses bichinhos tão carinhosos já fazem parte da família. E, para a fotografia, eles só acrescentam mais amor e felicidade. São fofos e muito espontâneos”, afirma a fotógrafa Vanessa Atalla.

Esse é o caso de Marianne Souza e Leandro Taquim, ambos publicitários. O casal decidiu morar junto em 2012 e desde então o pequeno Mayo faz parte da nova família.

“O Mayo veio para nos transformar em uma família de verdade. Sempre tiramos muitas fotos dele. Tomando banho, comendo, brincando, dormindo... Ele é nosso bebê”, diz Marianne.

Por isso, quando o casal organizou um ensaio para anunciar aos amigos a data do casamento, foi natural incluir o cachorrinho nos cliques (acima). “Levamos brinquedos e muitos petiscos para manter a atenção dele na gente. Fizemos o ensaio em dois momentos. Um dia só nós dois e outro com ele. Assim, ele não ficou cansado”, conta.

Mas só quem já tentou tirar fotos de um filhotinho sabe como é difícil clicar animais. Inquietos e curiosos, eles se distraem com facilidade e quase que raramente aceitam posar para as câmeras.

“Os bichinhos não sabem falar, mas conversam com os olhos e com sua postura corporal. Eu costumo observar esses detalhes assim que os encontro. Também faço algumas perguntas para os donos que possam me ajudar a entender melhor o seu comportamento. A energia também é superimportante, por isso, é necessário se manter calma. Outra dica é deixá-los a vontade. A fotografia acontecerá naturalmente”, diz Vanessa.

O local das fotos

Há três opções: em estúdio, ao ar livre ou na casa da família. “Fotos em estúdio são mais posadas e isso é o que o animal menos sabe fazer. Para obter boas fotos, temos que criar um ambiente descontraído: a família brincando com o pet, abraçando-o, levando-o para passear... Tudo da forma mais natural possível”, explica a fotógrafa Mônica Petrelli.

A especialista lembra ainda que, ao optar por fotos ao ar livre, é preciso primeiro verificar se o local escolhido permite a entrada de animais. Vanessa prefere fazer os registros em casa.

“Eu gosto da ideia de fotografar na casa dos clientes. O bichinho fica mais à vontade, pois não há novidades ao seu redor e ele já está acostumado com o ambiente, o que facilita na hora dos cliques. Outra sugestão é ir a lugares abertos em que ele também esteja acostumado”,  disse.

As poses

Mônica ensina seu truque para conseguir boas fotos do animal: distração. “Normalmente utilizo petiscos e brinquedos para chamar a atenção. Se o animal é adestrado, fica mais fácil”, conta.

O dia a dia do animal sempre rende fotos lindas. Tente registrar o animal enquanto come, corre, brinca no jardim ou observa seus filhos. Se o animal é inquieto e agitado, não insista em fotos posadas. Explore a naturalidade do bichinho.

Ambas as fotógrafas aconselham que os animais participem apenas de um momento determinado do ensaio - logo no início ou no fim. Sua participação também deve ser rápida, para não estressar o animal.

Cuidados

Em ensaios com bebês, os cuidados devem ser redobrados. O primeiro passo é avaliar se o animal é dócil o suficiente para participar das fotos. Isso porque alguns pets sentem ciúmes da criança nos primeiros dias e podem ficar desconfortáveis com um contato tão próximo.

“Mesmo sendo dócil, um animal agitado pode, sem querer, machucar o bebê e destruir todo o cenário. Verificar a higiene no animal também é de extrema importância. É necessário que ele esteja limpo o suficiente para entrar no estúdio e estar perto do bebê”, afirma Monica.

Alguns pais tiram fotos com o bebê deitado sobre o cachorro ou recebendo uma lambida. Por sua experiência, Mônica não aconselha esse tipo de foto nos primeiros meses de vida.

“Acho muito perigoso. Se o animal se virar ou levantar, causará um acidente feio. Prefiro fotos mais tranquilas, com o bichinho ao lado do cesto onde o bebê está. A segurança da criança sempre é prioridade”, diz.

Fotos: Vanessa Atalla [principal, bebê com gato, garoto e cão], Monica Petrelli [Smash The Cake, cão sozinho e grávida], Arquivo pessoal [Marianne Souza]/ Divulgação)